segunda-feira, 17 de abril de 2017

Sob 2 arco-iris, turistas e moradores se emocionam com desova de tartarugas em São Miguel do Gostoso


Por Emanuel Neri
É um dos mais bonitos espetáculos da natureza em São Miguel do Gostoso.
Na tarde do domingo (16/4), a cidade assistiu a mais um espetáculo que já está incorporado ao seu calendário turístico-ambiental.  De um ninho de tartaruga, no final da praia do Maceió, nasceram 124 tartaruguinhas que, lentamente, uma a uma, seguiram em direção ao mar.
Centenas de pessoas acompanharam, emocionadas, o belo espetáculo. Elas  formaram uma espécie de corredor humano por onde as tartaruguinhas caminham em direção ao mar. O tempo estava chuvoso, o que favoreceu o surgimento de dois arco-iris,  que desenhavam um enorme círculo colorido entre o céu e o mar (foto Markus Schreyer).
Foi um final de tarde mágico. No céu, dois arco-iris multicoloridos caindo em direção ao mar. Na terra, 124 tartaruguinhas também caminhando em direção ao mar, em busca da vida. Raramente  há oportunidades como esta de se presenciar espetáculos da natureza desta magnitude, simultaneamente 
As praias de São Miguel do Gostoso são um verdadeiro santuário de reprodução de tartarugas. Ao longo da orla do município, quase 200 ninhos foram cadastrados este ano pela Amjus, Ong que cuida do monitoramento destes ninhos. Quase toda semana tem uma desova nova (eclosão) de tartarugas.
Em dias de eclosão, turistas e muita gente da cidade acompanham este  espetáculo. Tudo é maravilhosamente preparado pela Amjus. Primeiro, seus voluntários contam as novas tartaruguinhas. Todos eles usam luvas brancas para evitar o contato humano no manuseio com estes delicados animais.
Na desova deste domingo, só houve um ponto destoante.
Muita gente caminhou a pé, pela beira da praia, até o local da eclosão. Mas outros preferiram chegar até lá usando bugues, quadriciclos, motos e outros veículos motorizados. É no mínimo contraditório que, em um acontecimento ambiental desta natureza, as pessoas cheguem ali de veículos motorizados.
Não é ecologicamente recomendável assistir ao nascimento de tartarugas em veículos motorizados, trafegando sobre as dunas, exatamente onde estão os ninhos destas tartarugas. Se você é amante da natureza - e quer ver o nascimento de tartarugas – deixe o carro em casa e caminhe a pé sobre as dunas.
E é importante registrar que veículos motorizados são os grandes ofensores  da reprodução de tartarugas ao longo do litoral de São Miguel do Gostoso. Muitas vezes veículos deste tipo passam sobre estes ninhos, esmagando os ovos. Há poucas semanas um desastre ambiental aconteceu na cidade.
Tartaruguinhas que saíram de um ninho, na praia de Tourinhos, foram esmagadas ao cruzar uma estrada que passa por ali. A estrada liga Tourinhos aos distritos dos Morros e Marcos, no extremo oeste de São Miguel do Gostoso.  Foram feitas fotos de tartaruguinhas destroçadas sob as marcas de pneus.
A reprodução destas fotos em redes sociais causou grande impacto e enorme repercussão na mídia. A Intertv Cabugi, que reproduz a programação da Rede Globo no Rio Grande do Norte, fez longa reportagem com as tartaruguinhas esmagadas. Não se sabe que tipo de veículo causou este crime ambiental.
O episódio, lamentável, serviu para dar vários tipos de alertas. O primeiro é o de que aquela estrada do Tourinhos não pode continuar no lugar em que está. Ela passa muito próxima ao mar e por ali muitas tartarugas depositam seus ovos, em época de reprodução. Há projetos para transferir a estrada para outro local.
Mas outro alerta foi dado em relação aos veículos que trafegam na orla, muitas vezes passando por cima de ninhos de tartarugas. Um destes maiores ofensores são quadriciclos dirigidos por turistas. Mas também há bugues, caminhonetas tracionadas e motos que trafegam livremente por nossas praias.
Por este motivo, a presença de pessoas que chegam de veículos ao local da desova de tartarugas é no mínimo agressiva – e ecologicamente condenável.
E a Prefeitura de São Miguel do Gostoso precisa fazer sua obrigação neste processo de desova de tartarugas. Ainda estão abertos muitos acessos de veículos às praias da cidade. É por ali que passa todo tipo de veículo para trafegar livremente na beira da praia, causando riscos a banhsitas e danos à desova de tartarugas.
Veja, nos links abaixo, posts anteriores deste blog sobre o problema do trânsito na orla de São Miguel do Gostoso e seu efeito no livre processo da reprodução de tartarugas ao longo da orla do município

quarta-feira, 29 de março de 2017

Crime ambiental. Mais de 60 filhotes de tartarugas são atropelados em praia de São Miguel do Gostoso



Por Emanuel Neri
E aconteceu o que muita gente já previa: a matança de grande quantidade de tartarugas sob as rodas de veículos motorizados que, irresponsavelmente, continuam circulando livremente nas praias de São Miguel do Gostoso.
Na manhã desta terça-feira (28/3), integrantes da ONG Amjus, que monitora tartarugas marinhas e seus ninhos na orla de São Miguel do Gostoso, encontraram mais de 60 filhotes de tartarugas mortos na estrada que liga a praia do Tourinhos ao distrito dos Morros e praia do Marco.
As fotos das tartaruguinhas morta (acima) chocaram a opinião pública por serem imagens de extrema violência. Um terrível crime ambiental que depõe até mesmo contra São Miguel do Gostoso e sua incapacidade de manter a preservação daquilo que a natureza lhe presenteou. Depõe também contra o emergente turismo local.  
Nas imagens divulgas pela Amjus, as tartarugas estão amontoadas, todas ensanguentadas, algumas delas com a cabeça separada do corpo, outras partidas ao meio. Ao lado dos animais, a marca de pneus do veículo que as trucidaram quando elas deixavam o ninho e cruzavam a estrada em direção ao mar.
Qual foi o veículo que provocou tamanha crueldade contra tartarugas pelas quais ONGs e órgãos ambientalistas, no mundo inteiro, lutam por sua preservação?
Foram quadriciclos, que teimam em trafegar irresponsavelmente pelas praias de São Miguel do Gostoso? Foram bugues, motos ou outro tipo de veículo tracionado, cujos motoristas também desrespeitam as leis e andam em alta velocidade pela orla local? Ou foi algum outro veículo que trafegava onde o acidente ambiental ocorreu?
O fato é que o atropelamento das tartarugas ocorreu numa estrada que, embora seja útil a quem mora no distrito dos Morros e na praia do Marcos, limites ao norte de São Miguel do Gostoso, está condenada sob o ponto de vista ecológico. Seu traçado passa muito próximo da área de desovas de tartarugas, quase ao lado do mar.
Ministério Público e órgãos ambientais, como o Idema, determinaram que seja feita uma nova estrada, com outro traçado, longe da área de desova de tartarugas. A Prefeitura de São Miguel do Gostoso diz ter se reunido com órgãos ambientais para tratar desta questão, mas que a estrada depende do governo estadual e DER. 
Mas a estrada não é a única vilã deste lamentável episódio envolvendo o atropelamento de tartarugas em São Miguel do Gostoso. Os veículos que circulam na praia, em especial os quadriciclos, são os grandes responsáveis por crimes ambientais que vêm ocorrendo nas praias do município.
No mesmo dia em que a Amjus descobriu a matança de mais de 60 tartarugas por atropelamento, flagrou também imagens de marcas de pneus de quadriciclos passando sobre ninhos de tartarugas – não respeitando sequer as bandeirinhas amarelas que servem para demarcar a presença destes ninhos.
O trânsito de veículos nas praias de São Miguel do Gostoso é proibido. A cidade está cheia de placas que indicam esta proibição. Apesar desta sinalização, motoristas e turistas que contratam quadriciclos andam livremente pelas praias. O trânsito de quadriciclo é intenso na orla marítima, pondo também em risco a vida de frequentadores das praias.
Alguns proprietários de empresas que alugam quadriciclos andam com seus veículos em comboio,guiados, obrigando-os a passar apenas em áreas permitidas. Mas outros empresários ignoram solenemente esta preocupação com sérios danos à flora e à fauna locais. E não tem nenhuma preocupação com os rastros de seus veículos sobre ninhos de tartarugas.
São Miguel do Gostoso lançou recentemente a campanha SOS Tourinhos. O objetivo é salvar aquela praia, considerada uma das mais bonitas do Brasil, da fúria predatória de um determinado tipo de turismo que a cidade repudia - e que não quer vê-lo incorporado ao seu estilo sustentável de exploração turística.
O atropelamento de tartarugas em São Miguel do Gostoso teve repercussão nacional. Jornais e blogs em todo o país divulgaram cenas das tartaruguinhas atropeladas. A reação nas redes sociais foi enorme. Um dos principais noticiários da InterTV Cabugi, que retransmite a Globo no RN, fez longa reportagem mostrando as imagens e condenando a matança.
O lamentável episódio deve continuar repercutindo esta semana por todo o Brasil. É importante que órgãos públicos que cuidam do meio ambiente, como  ICMBio, Ibama e Idema se manifestem. Só assim poderá ser dado um basta aos terríveis crimes ambientais que vem ocorrendo em praias de São Miguel do Gostoso.
Abaixo, link de reportagem sobre a matança das tartarugas em Tourinhos, bem como posts anteriores deste blog alertando sobre este tipo de crime ambiental que está ocorrendo em São Miguel do Gostoso.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Polícia de São Miguel do Gostoso identifica grupo de ladrões em Cajueiro e recupera os objetos roubados



Por Emanuel Neri
Uma boa e eficiente ação do destacamento da Polícia Militar de São Miguel do Gostoso.
Na última sexta-feira (17/3), uma diligência destes policiais, na praia de Cajueiro, município de Touros, descobriu a residência de responsáveis, segundo a polícia, por roubos em São Miguel do Gostoso. Um dos ladrões que estava na casa conseguiu fugir, mas a polícia recuperou parte de objetos roubados.
Mais do que isso, a polícia apreendeu a moto que os assaltantes usavam para praticar roubos em São Miguel do Gostoso. Um destas ocorrências aconteceu na última terça (14/3), no restaurante de Dedé de Tico, na praia da Cardeiro. Antes, outro roubo ocorreu com um funcionário de pousada da praia do Santo Cristo.
Uma das mulheres que estava na casa também foi presa e levada para a Delegacia da Polícia Civil de Touros. A polícia já tem o nome dos assaltantes e, com isso, deverá abrir inquérito e o Judiciário deve expedir mandados de prisão. Com isso, segundo a polícia, agora ficou bem mais fácil prender os assaltantes.
Segundo a polícia de São Miguel do Gostoso, a ocorrência só foi possível devido a informações anônimas que os policiais receberam quando se deslocavam até Natal, para abastecimento da viatura policial. Por coincidência, a informação chegou aos policiais quando eles estavam na altura de Cajueiro.
Uma conclusão desta ação da polícia. É muito importante que informações seguras cheguem à polícia para que os policiais possam agir e prender criminosos. Segundo a polícia, não há necessidade do informante se identificar no ato da denúncia. Mas, para o êxito da ação, a informação tem que ser correta.
É isso. Se A população colaborar, dando informações corretas para a polícia, será mais fácil identificar focos de delinquência que existem em São Miguel do Gostoso. Nas últimas semanas, outras ações da polícia também identificaram responsáveis por pequenos roubos que estavam ocorrendo na cidade.
Se você ajudar a policia, com informações precisas sobre responsáveis por roubos, você ajudará São Miguel do Gostoso a ser uma cidade mais tranquila e muito mais segura. 
A polícia diz estar de olho nestes grupos de delinquentes de São Miguel do Gostoso, alguns formados por pessoas menores de idade. Algumas ações tem sido feitas na cidade. Há alguns dia, houve perseguição a um grupo suspeito.  Para escapar da polícia, eles entraram no mar e se esconderam em um barco de pesca.
O comando da PM de São Miguel do Gostoso é de responsabilidade do sub-tenente Ézio. Na última quarta (15/3), em reunião entre o prefeito Renato de Doquinha e a comunidade do turismo local, a segurança pública foi um dos temas tratados. Renato prometeu pedir mais reforço policial ao governo estadual.
São Miguel do Gostoso é uma cidade relativamente segura. Mas ocorrem eventualmente alguns casos de roubos, como ocorrido no restaurante de Dedé de Tico. Neste último domingo (19/3), um carro foi arrombado em uma das ruas que dá acesso à praia do Santo Cristo. Objetos que estavam no carro foram levados.
Na próxima quarta (22/3), haverá reunião do Conselho de Segurança de São Miguel do Gostoso, marcada para 8h, na Câmara Municipal. É importante que moradores e empresários da cidade compareçam a esta reunião para ajudar o Conselho de Segurança e a polícia local a identificar focos de criminalidade  na cidade.

terça-feira, 14 de março de 2017

Setor turísítico de São Miguel do Gostoso quer saber o que Prefeitura pretende fazer pelo turismo da cidade


Por Emanuel Neri
O que a Prefeitura de São Miguel do Gostoso pretende fazer para que o turismo da cidade continue crescendo, gerando renda e dando mais empregos para a população local?
É este, em síntese, o teor das perguntas que o empresariado do turismo de São Miguel do Gostoso vai fazer ao prefeito Renato de Doquinha, em reunião  nesta quarta (15/3), às 8h, no Centro de Cultura da cidade. O prefeito será recebido em café da manhã oferecido pelo setor pousadeiro e de restaurantes.
Com a oferta de mais de 1.500 leitos, sendo o terceiro maior polo turístico do Rio Grande do Norte – atrás apenas de Natal e Pipa -, o turismo de São Miguel do Gostoso gera em torno de mil empregos diretos – e outra grande quantidade de indiretos. É seguramente uma das maiores fontes de renda do município.
Mas, para continuar crescendo, o turismo local precisa de mais apoio da Prefeitura. Para início de conversa, Renato tem dado sinais de que quer contribuir para o desenvolvimento do turismo. Tem tomado algumas iniciativas que agradaram o setor turístico. Mas ainda falta muita coisa.
Lembrando. O prefeito mandou fechar, com manilhas chumbadas com cimento, o acesso de veículos – em especial quadriciclos, motos e bugues – à falésia milenar da praia do Tourinhos. A prefeita anterior, Fátima Datas, tinha fechado o acesso, mas os irresponsáveis donos destes veículos abriram nova opção de acesso.
O #SOSTourinhos, campanha de mobilização de São Miguel do Gostoso para salvar o Tourinhos, deu o alerta da devastação daquela praia, considerada uma das dez mais bonitas do Brasil, e o prefeito agiu. Mas precisa regularizar  também as barracas de comida daquela praia, dotando-as de limpeza e de asseio.
Outra boa iniciativa do prefeito foi a elaboração do calendário de eventos da cidade, que atraem turistas para o setor hoteleiro, de alimentação e o comércio. A etapa nacional do campeonato de Beach Tenis, no final de junho, está mantida. O Rally dos Sertões dará sua largada na cidade, no início de abril.
Também há sinais positivos em relação ao Festival Bossa&Jazz, ainda no primeiro semestre, e à Mostra de Cinema de Gostoso, em novembro. Há outros eventos no calendário turístico da cidade que a Prefeitura com o setor empresarial estão organizando. O alvo é atrair mais turistas para a cidade.
É grande a expectativa de donos de pousadas e restaurantes – e de outros serviços voltados ao turismo – em relação ao encontro desta quarta com o prefeito. Será uma das maiores reuniões entre o poder público local e o setor turístico. O noBalacobaco conversou com empresários e ONGs sobre esta reunião.
Veja algumas destas expectativas:
1) A coleta do lixo aparentemente está sendo resolvida. Caminhões passam regularmente pelas ruas coletando o lixo. Mas há problemas. As caçambas colocadas em alguns pontos da cidade ficam vários dias sem ser recolhido. Resultado: o lixo apodrece, causa mau cheiro e contribui para a proliferação de moscas e insetos.  
2) O trânsito nas praias urbanas continua abusivo.  Além de apresentar risco para a população que está na praia, este trafego de veículos é um grande ofensor para ninhos de tartarugas ao longo do nosso litoral. A atual administração tem se descuidado dos bloqueios na cidade que dão acesso de carros às praias. As placas de trânsito proibido nas praias (foto acima) não são respeitadas.
3)O abuso de som alto, principalmente dos chamados paredões de som,  continua prejudicado a cidade. Nenhuma cidade turística pode sonhar com seu desenvolvimento se a Prefeitura local não impor regras mínimas de respeito ao turista e a moradores locais, como limite a música alta a qualquer hora do dia.
4)A segurança da cidade, por maior que seja o empenho da polícia local,  ainda é um problema. Houve casos de roubos a casas de turistas, além de ocorrências isoladas contra turistas, em praias ou alguns outros pontos da cidade. O prefeito precisa conseguir com o governo estadual mais reforço policial para a cidade.
Há muitas outras questões que serão abordadas  com o prefeito, na reunião desta  quarta. E você, leitor, qual é sua opinião sobre o que a Prefeitura deve fazer para que o turismo de São Miguel do Gostoso continue crescendo?
É muito importante que a Prefeitura local continue em sintonia com o desenvolvimento do turismo. Só assim haverá mais turistas na cidade. E a consequência disso será maior geração de renda e empregos para a população. O turismo é fator decisivo para o desenvolvimento de São Miguel do Gostoso.
Abaixo, links deste blog sobre o #SOSTourinhos e outras questões que envolvem a Prefeitura local: