quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cajueiro de Pirangi (RN) não para de crescer, invade avenidas e ameça residências. Idema estuda soluções

Por Emanuel Neri

Aí está um problema que não é nada fácil de resolver. O cajueiro de Pirangi, uma das maiores atrações para os turistas que visitam Natal (RN), não para de crescer e está criando a maior encrenca para moradores e motoristas que vivem e trafegam pela região. Considerado o maior do mundo -está no Guiness Book –, a árvore já ocupa uma área de 8.500m2, e continua a se expandir, sem parar (veja foto do cajueiro, acima).
A bola agora está com o Idema (Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente) do Rio Grande do Norte. O órgão está realizando projeto para adotar medidas sobre o crescimento do cajueiro, especialmente nas avenidas que passam em áreas que estão sendo ocupadas pela árvore. Quando concluído, o estudo será entregue ao Ministério Público, para ser avaliado e discutido com a população.
Ente as medidas estudadas pelo Idema, estão a construção de túneis, para que o trânsito flua por baixo de parte do cajueiro, e da construção de caramanchões – levantamento dos galhos por escoras para que os veículos trafeguem por baixo dos trechos da árvore que estão invadindo as avenidas. O cajueiro de Pirangi está entre três grandes avenidas de Pirangi, praia de grande movimento no verão.
Além das vias de trânsito, o cajueiro também ameaça invadir residências próximas à árvore. O Idema admite que pelo menos 15 residências poderão ser desapropriadas para dar espaço para o crescimento do cajueiro. Toda esta questão em torno do cajueiro divide ambientalistas e população local – um grupo quer preservar a árvore; outro pede a limitação do crescimento por meio de podas.
O cajueiro de Pirangi cresce sem parar devido a uma anomalia genética. Os galhos crescem esparramando-se para os lados, se curvam devido ao peso e ficam raízes no solo. Em seguida, estes galhos crescem para cima como se fossem troncos de um outro cajueiro. Mas não são. Estudos genéticos realizados em galhos e troncos que saem da árvore central identificam que eles são todos geneticamente iguais.
Ou seja, o cajueiro de Pirangi, apesar do seu tamanho gigantesco, é uma única árvore. Veja, abaixo, link do Portal UOL sobre o crescimento do maior cajueiro do mundo:


Em São Miguel do Gostoso, rejeição a jovem com Síndorme de Down quase causa problema mais sério

Por Emanuel Neri

Por pouco a intolerância não causou um sério problema, no final de semana de 25 e 26 de novembro, em São Miguel do Gostoso (RN). Um casal de Natal, que tem uma filha com Síndrome de Down, e que estava hospedado em uma pousada da cidade, viveu momentos de desespero com o desaparecimento da jovem. O fato teria sido motivado devido à rejeição manifestada por outras garotas que estavam com ela, em uma casa onde se comemorava um aniversário.
Enquanto a família estava na parte superior da casa, a garota, junto com outras  adolescentes, que estavam na casa da família onde estava sendo realizada a festa, saíram para conversar na parte inferior da casa. Aos poucos, a garota que sofre de  Sindrome de Down teria se sentido rejeitada pelas coleguinhas.
Foi o suficiente para que a garota, desapontada, abandonasse a casa e saísse, sozinha, pela beira da praia. Isso aconteceu na Ponta do Santo Cristo, praia que, a partir do final da tarde, fica deserta. A garota ficou desaparecida por mais de três horas. Apareceu no início da noite em uma pousada, sem saber dar maiores informações sobre o local onde estava nem o nome dos seus familiares. Somente às 19hs, depois de horas de pânico, os pais a reencontraram.
A Síndrome de Down é uma espécie de distúrbio genético geralmente associado a um retardo mental, de maior ou menor grau. A pessoa com este tipo de distúrbio apresenta problemas de desenvolvimento físico e tem aparência facial que é característica deste tipo de problema. Mas estas pessoas convivem socialmente, algumas estudam e até desenvolvem algum tipo de habilidade artística e profissional, como é o caso desta jovem que desapareceu.
Pessoas com Síndrome de Down são extremamente sensíveis. Por isso, é fundamental  que se tente integrá-las à sociedade, além de serem amadas no seu meio de convivência. Parece ser exatamente o que não ocorreu com o caso desta jovem, no momento em que ela estava com as outras garotas. Segundo informações, houve intolerância e discriminação em relação à sua presença. Deste lamentável episódio ficam evidentes falhas no processo de educação de adolescentes.
É fundamental que os pais orientem seus filhos a conviverem com pessoas diferentes, seja por deficiência física ou mental, raça, idade, cor e orientação sexual. É importante que os jovens tenham consciência de que não se pode excluir outra pessoa por serem diferente deles – isso vale tanto para o aspecto físico como o social e comportamental. O preconceito é um terrível mal dos dias atuais.
Crianças e jovens bem educados e bem orientados pelos pais, seguramente não vão discriminar ninguém.
Felizmente a rejeição da jovem com Síndrome de Down não teve outras consequências, a não ser a enorme tensão vivida pela família -além do transtorno da própria garota. Mas é oportuno que isso sirva de exemplo para que pais tenham mais cuidado na orientação de seus filhos para que eles saibam conviver com pessoas diferentes, sem discriminá-las.
O desfecho deste caso poderia ter sido trágico simplesmente pela falta que faz uma boa educação – ou seja, de como ensinar crianças e adolescentes a conviverem  com as diferenças.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Projeto da Caern para São Miguel do Gostoso prevê água da adutora do Boqueirão e sanemento básico

Por Emanuel Neri

A Caern confirmou para o noBalacobaco que o processo licitatório para o abastecimento de água em São Miguel do Gostoso (RN) está em fase de conclusão. Têm três informações importantes na informação da Caern para este blog:
1)A elaboração do projeto para abastecer São Miguel do Gostoso, com gastos previstos em R$ 500 mil (estes gastos não incluem a obra), tem como objetivo trazer a água da adutora do Boqueirão, que fica no município de Touros.
2)Além do abastecimento de água, o projeto também prevê o esgotamento sanitário – ou seja, saneamento básico – para São Miguel do Gostoso.
3)O projeto de abastecimento de água e esgotamento sanitário será financiado pelo Ministério do Turismo pelo fato de São Miguel do Gostoso ser um importante centro turístico do Nordeste.
Esta notícia é ótima para São Miguel do Gostoso, que enfrenta problemas seríssimos tanto como o abastecimento de água como com a questão do saneamento básico. O lençol freático da cidade tem baixo fluxo e, além disso, tem presença de minerais, o que deixa a água salobra. O que caracteriza a água salobra é a presença de mais sais dissolvidos do que água doce. Este tipo de água também é chamada de “pesada”, “grossa” e até “salgada”.
A ausência do saneamento básico também afeta o abastecimento da cidade. Como não há esgotamento sanitário, todos os dejetos em São Miguel do Gostoso são lançados em fossas sépticas, o que prejudica a qualidade da água no lençol freático, principalmente a dos poços próximos a áreas mais densamente povoadas. Mas o problema que afeta mais a população é a irregularidade no abastecimento de água.
A Prefeitura tem feito esforços para resolver este problema, mas tem encontrado grandes dificuldades com a escassez e a qualidade da água. O abastecimento de água da cidade é administrado pela empresa municipal SAAE. Com o projeto da Caern, esta própria empresa – que administra a água e saneamento em Natal e em parte dos municípios potiguares – vai também administrar o abastecimento de água de São Miguel do Gostoso.
Agora cabe à Prefeitura desenvolver esforços junto ao governo estadual – a quem a Caern está subordinada - e ao governo federal, que decide sobre o orçamento do Ministério do Turismo, para que esta verba seja liberada rapidamente e o projeto seja realizado. Só assim São Miguel do Gostoso ficará livre dos seríssimos problemas de abastecimento de água e saneamento básico.
O noBalacobaco tem feito intensa campanha para que seus leitores reivindiquem do governo do Estado e da Caern o fim dos problemas com abastecimento de água em São Miguel do Gostoso. Veja, nos links abaixo, posts deste blog sobre este tema:

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Revista americana elogia Dilma, crescimento da economia, liberdade política e queda da desigualdade

Por Emanuel Neri

Com menos de um ano de governo, a presidenta Dilma Rousseff está surpreendendo não só o mundo político como o jornalismo internacional. Seu governo, com altíssima aprovação da população brasileira, também está chamando a atenção de jornais e revistas do exterior. Agora foi a influentíssima revista americana New Yorker, que publicou reportagem de capa com 14 páginas sobre a chefe de governo do Brasil.
A edição da New Yorker que chegou nesta segunda-feira (28/11) às bancas chama Dilma Rousseff de “A Ungida”. Assinada pelo jornalista Nicholas Lemann, a reportagem elogia a economia brasileira, a liberdade política do país e a queda da desigualdade social. O repórter veio ao Brasil para conversar com Dilma, Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Segundo a revista, o Brasil de Dilma vive uma situação que é comparada a um apostador que acertasse, num mesmo páreo, os três primeiros cavalos que chegassem por ordem de chegada em uma competição. “O Brasil tem alto crescimento econômico (diferentemente dos Estados Unidos e Europa), liberdade política (diferentemente da China) e desigualdade em baixa (diferentemente de quase todos os lugares)”, diz.
Ao comparar Dilma com Lula, a New Yorker afirma que, embora a presidenta tenha sido eleita graças à popularidade do ex-presidente, a quem chama de “quase um Deus” em algumas regiões do Brasil, como no Nordeste, há diferença entre os dois. Chama Dilma de “professoral” e faz um trocadilho com o perfil político dos dois.
Lula, segundo a revista, é uma espécie de “animal político”; Dilma só se interessa “pelas políticas” (refere-se às grandes políticas do governo).
Veja, no link abaixo, reportagem do portal UOL sobre a reportagem da New Yorker:

Claro presta mau serviço em São Miguel do Gostoso; troque de operadora ou reclame na Anatel e Procon

Por Emanuel Neri

Atenção operadora de celular Claro. Há muitas reclamações de clientes de São Miguel do Gostoso (RN) contra a qualidade de seus serviços. Os usuários dizem que o serviço é péssimo – quase sempre está fora do ar. Quando se tenta ligar pelo celular, quase nunca se consegue e, muitas vezes, aparece mensagem dizendo que só pode ser feita ligação para números de “emergência”.
A Claro foi a primeira operadora a chegar a São Miguel do Gostoso, há cerca de dois anos. Depois, chegou a Vivo e, mais recentemente, o sinal da Oi também começou a aparecer, mas também com muita irregularidade. Há informações de que a Oi compartilha a mesma antena da Claro (na ilustração acima, placa que, antes, reclamava da falta de celulares em São Miguel do Gostoso). 
Os problemas da Claro se agravam principalmente em feriados prolongados, finais de semana e férias. É que, neste período, aumenta muito a demanda do uso do celular – e aí o sinal da Claro desaparece. Na última temporada de verão, quando a cidade mais precisava de usar a telefonia móvel, o sinal da Claro desapareceu totalmente. E ficou vários dias mudo. Na época, muitos clientes utilizaram a portabilidade – no qual pode-se trocar de operadora sem perder o número do telefone – para trocar a Claro pela Vivo.
Com um serviço de péssima qualidade, o usuário da Claro em São Miguel do Gostoso só tem duas saídas: trocar de operadora (e aí a Vivo local tem demonstrado melhor serviços) ou botar a boca no mundo, formalizando reclamações na Claro, no Procon e na Anatel, a agência reguladora de telecomunicações. As operadoras de telefonia são campeãs no Brasil em número de reclamações no Procon e em veículos de comunicação.
A exemplo do que já fez em relação ao mal estado de conservação da RN-225, que liga São Miguel do Gostoso à BR-101, e sobre a falta de água, o noBalacobaco também vai liderar campanha para que a Claro melhore seu serviços. Para reclamar da Claro, ligue para o número 1052. Reclame também da Claro na Anatel, pelo telefone 1331. Você paga pelo serviço da Claro – então você tem direito de exigir qualidade e respeito ao consumidor.
Nos links abaixo, uma relação de portais da Anatel, do Procon e do serviço Reclame Aqui, onde você também pode fazer suas reclamações. Se todos botarem a boca no trombone, reclamando do péssimo serviço da Claro, a operadora vai ser multada pela Anatel e pelo Procon. Só assim a Claro vai passar a ter mais cuidado com o serviço que presta aos seus clientes.







Dilma vem hoje a Natal para assinatura do termo de concessão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante

Por Emanuel Neri

Hoje (28/11) é um dia muito especial para o Rio Grande do Norte.  Às 10h30 de hoje a presidenta Dilma Rousseff desembarcará na pista do futuro Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, para assinar o termo de concessão deste aeroporto com o Consórcio Inframérica, que ganhou o leilão para construção dos terminal de passageiros e de cargas, e o direito de sua exploração comercial. Vai investir R$ 650 milhões na construção dos terminais.
O Aeroporto de São Gonçalo é uma obra de fundamental importância para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e do Nordeste. Por sua localização estratégica de proximidade com a Europa e Estados Unidos, será um aeroporto de consolidação de passageiros e de cargas. No caso de cargas, terá grande importância no fluxo de exportações e importações do Brasil e da América Latina.
O novo aeroporto será a base para que grandes aviões cargueiros cheguem ou partam do Brasil. No aeroporto de São Gonçalo, a carga que chega ao país é distribuída em aviões menores para várias partes do país. O mesmo vai ocorrer no sentido inverso. A carga vem de diferentes partes do país em aviões menores e, em São Gonçalo, será consolidada  em aviões de grande porte. Fluxo semelhante também ocorrerá com passageiros.
O aeroporto de São Gonçalo, que vai gerar 10 mil empregos (diretos e indiretos), será inaugurado antes da Copa de 2014. Muitos dos turistas que virão para os jogos do Brasil chegarão por São Gonçalo e, a partir daí,   embarcam em vôos domésticos para outras sedes da Copa. Este tipo de aeroporto é chamado de “hub”, por concentrar o fluxo de passageiros e cargas. Por enquanto, apenas sua pista de pouso está concluída (na ilustração acima, maquete do novo aeroporto).
A previsão é que o terminal de passageiros e cargas seja concluído em abril de 2014, antes, portanto, do início da Copa do Mundo de Futebol. Este aeroporto será muito importante para o turismo do Rio Grande do Norte, em especial o situado no litoral norte do Estado, pois está mais próximo destas áreas. Para São Miguel do Gostoso, por exemplo, o aeroporto ficará a pouco mais de 80 quilômetros.

sábado, 26 de novembro de 2011

Empreendedor individual tem vantagens sociais se fizer cadastro no programa para este tipo de trabalho

Por Emanuel Neri.

Se você é empreendedor individual – aquele trabalhador que faz pequenos serviços – tem direito a se inscrever no Programa de Empreendedorismo Individual do Governo Federal. Já existem no Brasil 1,8 milhão de trabalhadores cadastrados neste programa. São inúmeros  os benefícios sociais para quem se cadastra neste programa.
O trabalhador cadastrado no programa de empreendedorismo individual pode ter acesso a benefícios da Previdência Social, como aposentadoria por idade e auxílio-doença. Podem se inscrever neste programa profissionais de mais de 400 tipos de atividades, como marceneiros, doceiras, mecânicos, pedreiros ou qualquer tipo de artesão.
São Miguel do Gostoso está cheio de pessoas que praticam o empreendedorismo individual e que podem se beneficiar deste programa. O Adriano, que é ótimo marceneiro, é um típico empreendedor social. Sua marcenaria utiliza mão-de-obra de familiares, que também podem se beneficiar. A excelente artesã Aninha, da Tabua, é outro exemplo.
Cadastrando-se como empreendedor individual, todos estes trabalhadores entrarão no mercado formal de trabalho. Como pagarão impostos, que têm valores baixos, terão todos os tipos de benefícios, tanto para eles como seus familiares. O cadastramento pode ser feito via Internet (veja abaixo). O Sebrae (veja ilustração acima) também poderá lhe orientar como se tornar um empreendedor individual.
O programa, que já existe desde 2009, é do Ministério do Desenvolvimento. Em 2012, ele será aprimorado par atender a um maior número de empreendedores individuais. Procure obter mais informações deste programa, lendo os links abaixo. Você vai saber também como se cadastrar e conseguir os benefícios deste programa.
http://www.sebrae.com.br/setor/artesanato/sobre-artesanato/como-me-formalizar/empreendedor-individual

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Guarderias e escolas de kit e windsurf de Gostoso devem dar exemplo e retirar seus veículos das praias


Por Emanuel Neri

Chegou a hora de os profissionais do kit e do windsurfe de São Miguel do Gostoso saírem na frente e evitarem usar seus bugues e outros tipos de veículos nos trechos de praias urbanas da cidade.
Se estes profissionais fizerem isso, com certeza estarão dando um grande exemplo de como contribuir com o fim do perigoso trânsito que ronda as nossas praias, deixando banhistas apavorados.
Mais do que isso, estarão em absoluta sintonia com o desejo da população de São Miguel do Gostoso que quer voltar a frequentar as praias da cidade sem enfrenar o risco de ser atropelada por bugues, motos quadriciclos e outro veículos que trafegam loucamente por ali.
As guarderias e escolas de kit e windsurfe estão instaladas na praia do Cardeiro e na Ponta do Santo Cristo. Mas seus bugues trafegam a todo momento, para cima e para baixo, em toda a extensão da orla urbana, transportando velejadores e seus equipamentos de velejo.
Na última quinta-feira, a Câmara Municipal de São Miguel do Gostoso atendeu ao apelo da população e decidiu, por unanimidade, aprovar decreto legislativo proibindo o trânsito em todos os trechos de praias da cidade em que há presença de moradores e banhistas.
Agora cabe à Prefeitura operacionalizar esta decisão, sinalizando os trechos proibidos ao tráfego, orientando e punindo motoristas infratores. O decreto vai determinar que em apenas dois locais da orla – na Ponta do Santo Cristo, ao sul, e na estrada que liga ao distrito do Reduto, ao norte – haverá acessos para se trafegar pelas praias não urbanas.
No trecho compreendido entre estes dois acessos, não se pode trafegar. O trânsito será desviado para ruas e vias internas da cidade. A população de São Miguel do Gostoso e este noBalacobaco fazem campanha para que não haja mais trânsito na orla urbana.
Com isso, o tráfego no trecho urbano da praia estaria liberado apenas para veículos de serviços, como os que recolhem lixo e os que fazem resgates de pessoas que necessitam de ajuda. É importante que as guarderias e as escolas de kit e windsurfe demonstrem que estão integradas à cidade e aos desejos e sentimentos da população de São Miguel do Gostoso.


Lei federal vai proibir cigarros em espaços públicos fechados em todo o território nacional; vamos apoiar

Por Emanuel Neri

O cigarro deverá ser banido em breve de todos os ambientes públicos no Brasil. O Senado acaba de aprovar projeto em que não se pode fumar em nenhum ambiente de acesso público que seja fechado, como, por exemplo, empresas, escritórios, estabelecimentos comerciais, escolas, hotéis, bares, boates, restaurantes etc.
O único local em que o fumante pode continuar fumando é na rua, em áreas ao ar livre ou sem sua residência. Estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná já haviam adotado medidas semelhantes. Mas a lei federal – que valerá para todo o Brasil – é ainda mais severa. Estes Estados se adaptarão à nova lei.
O projeto aprovado pelo Senado não permite a existências dos chamados “fumódromos” – áreas isoladas onde as pessoas podem fumar. Também não permitirá o fumo em tabacarias. Em São Paulo, por exemplo, pode-se fumar em tabacarias, desse que não se sirva alimentos no local. A nova lei é positiva e deve ser apoiada por todos.
Está provado que medidas de restrição ao cigarro evitam problemas de saúde – para quem fuma e para os chamados “passivos”, aqueles que, mesmo sem fumar, terminam aspirando a fumaça dos cigarros de quem fuma. As mortes têm por causa do cigarro têm diminuído em países em que estas restrições já foram adotadas.
A nova lei federal depende apenas da sanção da presidenta Dilma Rousseff, que já se manifestou favorável à medida. Falta ainda regulamentar as multas para os estabelecimentos que forem flagrados desrespeitando a legislação. Em São Paulo, estas multas são altíssimas. Resta saber como o interior do Brasil se adaptará à nova lei.
Veja, nos links abaixo, mais informações sobre a proibição do cigarro:

Justiça prende autoridades do RN devido a fraudes no Detran; São Paulo apura irregularidades semelhantes

Por Emanuel Neri

Operação policial realizada na manhã desta quinta-feira (24/11) em Natal (RN) prendeu 12 pessoas acusadas de envolvimento em um suposto esquema de fraudes no Detran do Rio Grande do Norte. Entre os presos está o ex-deputado federal João Faustino (PSDB), atual suplente do senador José Agripino Maia (DEM-RN).
Pelo menos 14 mandados de prisão foram expedidos pela juíza Emanuella Cristina Pereira Fernandes, da 6ª  Vara Criminal de Natal. Até o final da tarde, 12 pessoas haviam sido presas, a maioria em Natal. Os demais foram presos em São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. O ex-governador Iberê Ferreira teve seus bens bloqueados.
Segundo o Ministério Público do Rio Grande do Norte, que comandou as investigações, a base do esquema de fraude era a inspeção veicular, que mede o grau de emissão de gases poluentes da frota de veículos das cidades brasileiras (veja foto acima). Lauro Maia, filho da ex-governadora Wilma Faria (PSB), também é acusado por suposto envolvimento.
A licitação para a escolha do consórcio responsável pela inspeção veicular foi realizada em março de 2010 e foi ganho pelo Grupo Inspar, formado pelas empresas potiguares Inspetrans e a GO Desenvolvimento de Negócios e pela empresa paulista NEEL Brasil Tecnologia, que seria responsável pelas inspeções veiculares.
São Paulo foi a primeira cidade brasileira a implantar a inspeção veicular. O Ministério Público de São Paulo também investiga suspeita de irregularidades no esquema de inspeção veicular local e já pediu o bloqueio de bens e o afastamento do prefeito Gilberto Kassab (ex-DEM, hoje no PSD) e do secretário do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo Jorge  (PV).
Veja, abaixo, links do jornal Tribuna do Norte, com completa cobertura de toda a operação – no último link, notícia do jornal Estado de S. Paulo sobre envolvimento do prefeito de São Paulo em esquema semelhante:

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Em sessão histórica, Câmara Municipal decide criar decreto para proibir trânsito nas praias de Gostoso

Por Emanuel Neri

Está aí um bom exemplo para aqueles que ficam empurrando com a barriga a questão da proibição do trânsito de veículos automotivos na orla urbana de São Miguel do Gostoso. A pedido de moradores, a Câmara Municipal da cidade se reuniu hoje (24/11) e, por unanimidade, decidiu aprovar decreto municipal proibindo o tráfego nesta área.
Presidida pelo vereador José Renato Souza, a Câmara Municipal também deverá criar uma comissão especial, formada por três vereadores, para agilizar a abertura do acesso na estrada que liga São Miguel ao distrito de Reduto, para que o trânsito escoe por ali. Com isso, a cidade teria apenas dois acessos à praia - um no extremo sul da cidade, e outro no extremo norte.
O primeiro acesso seria na ponta do Santo Cristo. A partir dali, o trânsito seria desviado para as vias de fluxo de tráfego dentro da cidade. O acesso para voltar à praia seria nesta estrada que liga a sede do município ao distrito de Reduto. Este será feito em terreno que será doado por parte dos irmãos da família Neri.
O problema é que esta questão (na foto acima, bugue na beira da praia, quase entrando no mar) vem sendo protelada há anos. Perguntas que devem ser respondidas imediatamente: 1)Por que esta família não agiliza a doação deste terreno? 2)Por que a Prefeitura não exige a formalização da doação deste terreno, conforme já foi prometido, e inicia imediatamente a construção da via de acesso à praia?
O presença do trânsito na orla urbana de São Miguel do Gostoso é seríssimo. Por sorte, não houve ainda acidentes graves de banhistas, especialmente crianças, que frequentam estas praias. Mas a Prefeitura parece não ter despertado ainda para esta questão, que tem o apoio unânime da população. O noBalacobaco tem feito forte campanha contra este trânsito (veja abaixo).
Está de parabéns a Câmara Municipal de São Miguel do Gostoso, que vai criar decreto proibindo o trânsito na praia e exigir da Prefeitura e da família Neri que agilizem este processo. O que a população quer é tomar banho de praia sossegada, sem o risco de ser atropelada por motoristas que trafegam por estes trechos urbanos das praias.
Com o agravante de que muitos destes motoristas dirigem nas praias em altíssima velocidade, além de muitos destes veículos - principalmente motos e quadriciclos – serem dirigidos por menores. Outro agravante: alguns motoristas que trafegam na orla urbana de São Miguel do Gostoso dirigem embriagados. O risco de acidente é altíssimo.
Além do vereador José Renato, que preside a Câmara Municipal, também participaram desta histórica sessão os seguintes vereadores (as): Isabel de Matos (Bebé), Alberto Silva (Beto de Agostinho), Luciano Martins, Geraldo Menezes, Irene Menezes, Gilmar Barbosa, Francisca Oliveira (Tica) e Márcio José Neri. Todos eles defenderam a aprovação do decreto municipal e pediram a imediata proibição do trânsito na praia. Estão todos de parabéns.
Vejam, nos links abaixo, mais posts do blog noBalacobaco sobre o trânsito na orla urbana de São Miguel do Gostoso.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

São Miguel do Gostoso consolida-se como importante ponto turístico; veja nova reportagem sobre a cidade

Por Emanuel Neri

E São Miguel do Gostoso foi mais uma vez destaque na mídia nacional. Desta vez foi o Portal UOL, do grupo Folha de S. Paulo, que publicou ampla reportagem sobre a cidade, em sua edição da última segunda-feira (21/11).
A reportagem foi feita pela repórter Elaine Kawabe que, além de conhecer as principais praias da cidade, visitou pousadas e restaurantes para conferir a capacidade da cidade de receber turistas. O resultado foi altamente positivo para São Miguel do Gostoso.
São Miguel do Gostoso (na foto acima, a praia do Santo Cristo) tem sido tratado com frequência pela mídia nacional como um novo point do turismo do Nordeste. Até mesmo jornais do exterior, como o Dayly Telegraphe, de Londres, escolheu a cidade como uma das praias mais interessantes do mundo.
O noBalacobaco já havia tratado deste destaque dado pelo Dayly Telegraph (http://nobalacobaco.blogspot.com/2011/09/jornal-ingles-escolhe-sao-miguel-do.html).  
Veja, nos links abaixo, a última reportagem do UOL sobre São Miguel do Gostoso (não deixe de ver as fotos belíssimas que acompanham o texto), bem como reportagens anteriores sobre a cidade.






Nos próximos quatro anos, Rio Grande do Norte será o maior produtor de energia eólica do Brasil

Por Emanuel Neri

O Rio Grande do Norte caminha rapidamente para ser o maior centro produtor de energia eólica no Brasil. Das 281 usinas eólicas previstas para estarem funcionando até 2014, este Estado terá 81. Dos 7.231 megawats (MW) previstos para serem produzidos neste mesmo período, o Rio Grande do Norte será responsável por 2.382 megawates.
Esta informação foi dada durante o 3º Fórum Nacional Eólico, realizado durante os dias 21 e 22 de novembro, em Natal. A produção eólica deste Estado fará com que a energia produzida no Rio Grande do Norte terá capacidade para abastecer todo o Estado, com o excedente podendo ser exportado para outras regiões do país.
Depois do Rio Grande do Norte, o segundo maior produtor em 2014 será o Ceará, com 54 usinas (1.488,7 MW), seguido da Bahia, com 52 (1.391,8 MW) e Rio Grande do Sul, com 49 usinas (1.283,8 MW). Atualmente, o Rio Grande do Norte produz energia eólica nos municípios de Guamaré, Macau e Rio do Fogo.
Estão sendo construídas novas usinas em João Câmara, Parazinho, São Miguel do Gostoso, Pedra Grande, além de Guamaré. Em São Miguel do Gostoso, dois grandes grupos – Serveng, brasileiro, e Voltália, francês – estão instalando suas torres de enegia eólica. A Serveng está mais adiantada. A Voltália começará a implantar suas usinas em 2012.
O Rio Grande do Norte é considerado um Estado com condições climáticas excelentes para a energia eólica. Sua localização, na esquina do continente sul-americano, onde os ventos são bastante fortes, favorecem esta condição. Além disso, esta é uma região de pouca chuva, ideal para a produção deste tipo de energia.    



domingo, 20 de novembro de 2011

Vejam as reclamações mais frequentes neste blog contra os serviços públicos em São Miguel do Gostoso

Por Emanuel Neri

O noBalacobaco fez um levantamento das últimas reclamações de São Miguel do Gostoso, que são postadas na sessão de “Comentários” deste blog. É importante retomar alguns destes temas para tentar convencer autoridades –governo do Estado e Prefeitura local – a enfrentarem efetivamente estes problemas. A população tem que estar satisfeita com os serviços públicos que recebe.
Pedimos mais uma vez que os reclamantes se identifiquem - muitos já fazem isso - para que suas reclamações tenham ainda mais peso e credibilidade.
Vamos aos temas de reclamações considerados mais relevantes:
1)O trânsito na praia de São Miguel do Gostoso reuniu uma quantidade enorme de reclamações, principalmente de mães. “Eu não quero perder meu filho e também não quero morrer”, diz uma mãe. “Vamos lá, nós mulheres e mães, temos que defender a vida de nossos filhos”, diz outra mãe. “Vejo a hora meu filho ser atropelado. Meu coração fica pulando, uma aflição”, reclama outra mãe. “Só vamos votar em quem resolver este problema”, diz outra mãe.
2)Ainda é grande o volume de reclamações contra o ensino público em São Miguel do Gostoso. Há reclamações contra sujeiras nas escolas, autoritarismo de diretoras e falta de aulas. No último dia 16, um aluno reclamou que perderam a chave da dispensa do colégio Olímpia Teixeira. Houve um corre-corre danado para que os alunos não ficassem com fome. Ainda repercute o desparecimento das chaves do mesmo Olímpia Teixeira, quando 200 alunos foram obrigados a voltar para casa, sem aulas. Alunos também reclamam de professores que deixam de dar aulas para abrirem seus bares.
3)Uma reclamação bastante relevante foi feita contra o atendimento do Bolsa Família em São Miguel do Gostoso. Uma senhora, que assinou como Sandra, disse que é humilhada e constrangida toda vez que vai ao serviço local do Bolsa Família. Segundo ela, o mesmo tratamento humilhante também ocorre com outras famílias que procuram o serviço. Esta é uma denúncia grave. Se o governo federal tomar conhecimento disso, com certeza haverá sérios questionamentos.
4)Apesar dos esforços da Prefeitura para melhorar o abastecimento de água, ainda há muita reclamação contra este serviço na cidade. Passou mais aquela fase crítica, que faltava água, todos os dias, em vários bairros da cidade. Mas a água ainda chega com irregularidade – fraca, que não dá pra subir para as caixas, e por pouco tempo. Segundo um leitor, o SAAE (Serviço Autônomo de Abastecimento de Água) é o órgão mais incompetente da Prefeitura local.
5)A saúde também é um foco de insatisfação da população. Muita gente reclama do serviço de atendimento de médicos e da falta de medicamentos. Há sérias reclamações contra a falta de soro antiofídico (para combater picadas de cobras venenosas). Um leitor fez um relato dramático de uma pessoa da comunidade que teria morrido por falta do soro antiofídico no posto de saúde local.
O noBalacobaco está à disposição da Prefeitura local para que ela informe o que está sendo feito para melhorar estas deficiências do serviço público.

sábado, 19 de novembro de 2011

Governo cria "Consultórios de Ruas" para combater o crack e os pacientes viciados nesta droga nas cidades

Por Emanuel Neri

No Brasil, o crack é um droga violentíssima que destrói viciados em muito pouco tempo. Todas as grandes cidades do país têm problemas seríssimos com este tipo de droga. Agora o crack também começa a invadir cidades pequenas, causando seríssimos transtornos para as famílias dos viciados e para a comunidade.
Pois agora o governo federal está implantando um projeto – inicialmente em grandes cidade – chamado Consultórios de Ruas. O objetivo é combater esta droga e afastar os viciados do risco de dependência e da morte. Os Consultórios já estão em São Bernardo do Campo (SP), Osasco (SP), Goiânia e Brasília. Agora chega a São Paulo.
Os Consultórios de Ruas funcionarão em trailers que percorrerão as áreas onde há maior presença de viciados neste tipo de droga. Funcionarão 24 horas por dia. Cada unidade, com médico, enfermeiro e psicólogo, terá autonomia para decidir pela internação do paciente, mesmo que ele não queira. Isso ocorrerá se houver risco de vida.
O combate ao crack foi um dos temas da última campanha presidencial de 2010. A então candidata Dilma Roussef (PT), hoje presidenta da República, prometeu criar programa para enfrentar o crack e tratar dos pacientes que utilizam esta droga. Hoje existem 80 Consultórios de Ruas em várias cidades brasileiras. O programa é do Ministério da Saúde.
Cidades como São Paulo sofrem muito com este tipo de problema. Nesta cidade, há até mesmo um bairro, o tradicional Bom Retiro, que recebeu o apelido de “Cracolândia” (foto acima), devido à presença de milhares de viciados, parecendo "zumbis", em suas ruas. Mas cidades menores, como São Miguel do Gostoso (RN), também sofrem muito com este problema.
O programa do governo federal chega em boa hora. Ele deverá se estender não só às grandes cidades como também às médias e pequenas, que têm mais dificuldades ainda de enfrentar o problemam o crack.


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Ao contrário do RN, Ceará adota medidas severas para proibir trânsito nas praias e evitar acidentes

Por Emanuel Neri

Uma informação importante para aqueles que cruzam os braços diante do risco do trânsito de veículos automotivos na orla marítima do Rio Grande do Norte – em especial nas praias de São Miguel do Gostoso, onde é enorme o risco de acidentes.
O Governo do Ceará, nosso Estado vizinho, tomou providências duras contra este trânsito, e deixou o Rio Grande do Norte a ver navios neste tipo de prevenção contra acidentes. Por meio do Detran local, o governo estadual proíbe o trânsito deste tipo de veículos em todos os trechos de praias urbanas cearenses (na foto, placas proibindo o trânsito nas praias).
Lá, a fiscalização é rígida. Os policiais trafegam em jipes Troller em todo o litoral e param qualquer tipo de veículo nos trechos de orla onde o trânsito não é permitido. Primeiro, fazem, educadamente, uma advertência; se o mesmo veículo desrespeitar novamente a lei, será multado. Se insistir em um terceiro erro, seu carro é apreendido.
O Ceará é um Estado que, a exemplo do Rio Grande do Norte, o turismo tem um peso significativo na economia local. A diferença é que o Ceará encara o turismo com profissionalismo. Mais do que isso, trata a população local como cidadã. Tirar o trânsito da orla urbana é evitar acidente de cidadãos cearenses em suas praias.
É gritante a diferença entre o Ceará e o Rio Grande do Norte em relação a medidas para evitar o trânsito nas suas praias. Se você acessar o site do Detran cearense vai ver um mapa (link abaixo) com as praias em que o trânsito de veículos não é permitido. Até o Google reproduz este mapa, para orientar os motoristas que trafegam por ali.
No Rio Grande do Norte, a impressão que se tem é que se está ainda na idade da pedra em relação a esta questão. Pelo que se sabe, não há nenhuma iniciativa do governo do Estado para enfrentar este seríssimo problema. A Prefeitura de São Miguel do Gostoso também tem sua parcela de culpa. Poderia fazer ações locais – e não faz.
Agora, depois que a grita contra o trânsito na praia começou, em parte motivada pelo noBalacobaco, marcou-se uma audiência para tratar deste tema no dia 15 de dezembro. Vejam que descaso. No dia 15, já estaremos praticamente no final do ano, e com a alta estação turística funcionando a todo vapor, trazendo milhares de veículos para as praias.
Vão, pelo jeito, continuar empurrando o problema com a barriga – e assim nunca se resolve absolutamente nada. Enquanto isso, o risco de atroplemantos graves ronda as nossas praias.
Seria importante que as autoridades locais – do governo do Rio Grande do Norte e da Prefeitura de São Miguel do Gostoso – dessem uma olhada no site do Detran cearense (link abaixo, clique em "ir para o Detran", no alto do menu) para ver o exemplo de como enfrentar este problema. Lá, ao contrário daqui do RN, proteger a população local e os visitantes é encarado com seriedade, profissionalismo e sobretudo com respeito ao cidadão.   



  

IBGE constata melhorias econômicas e sociais no Brasil. Cai desigualdade, mas ainda precisa melhorar

Por Emanuel Neri

Nos últimos dez anos, entre 2000 e 2010, o Brasil melhorou muito, embora precise melhorar ainda mais – para ser o país que todos queremos. É isto o que mostra o Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que acaba de acaba de ser divulgado.
Entre os muitos itens que melhoraram, estão o aumento da escolarização, a redução da taxa de analfabetismo, da mortalidade infantil e da desigualdade social. A diferença de renda entre os mais ricos e os mais pobres caiu em todas as 27 unidades da Federação. A redução média no Brasil foi de 11,5%.
Por incrível que pareça, Brasília, a capital do país, foi a unidade da Federação cuja desigualdade entre ricos e pobres menos caiu, com 6,8%. Superou o Ceará, tradicional bolsão de desigualdade de renda, que caiu 11,3%. Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul têm a menor desigualdade – em 2000, São Paulo fazia parte deste grupo.
Outro dado interessante do Censo 2010 é que o Nordeste, que caiu 10,3% em dez anos, perdeu para o Centro Oeste o título de região mais desigual do país. Também melhorou o nível de rendimento em todo o país, embora persista a diferença entre renda de quem mora em área urbana e rural.
O rendimento médio mensal por pessoa acima de dez anos no Brasil é de R$ 1.202, sendo R$ 1.294 em zonas urbanas e R$ 596 em áreas rurais. Embora tenha diminuído a diferença, o rendimento médio dos salários dos homens (R$ 1.392) também é superior ao salário médio das mulheres (R$ 983).
Apesar dos sinais de melhora, ainda há um fosso entre ricos e pobres do Brasil. Vejam este número: 10% das pessoas que têm os maiores rendimentos do país ganharam, nos últimos dez anos, 44,5% de toda a renda brasileira. Há outras faixas intermediárias, mas os 50% dos brasileiros com menores rendimentos ganharam apenas 17,7% da renda total do país.
Veja, abaixo, link do site do IBGE, para quem quer dados mais detalhados sobre o Censo 2010. Veja também reportagem da imprensa.


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Edinaldo dos Anjos, poeta de São Miguel do Gostoso, lança "Amigos Poetas", seu primeiro livro de poesias

Por Emanuel Neri

Edinaldo dos Anjos de Oliveira é um poeta de São Miguel do Gostoso. E é destes poetas completos. Declama poesias com incrível habilidade – palavras, pausas, novas palavras, tudo com uma interpretação emocionante. Também conhecido como “Palito”, apelido de família que ganhou ainda criança, Edinaldo escreveu agora seu primeiro livro.
Trata-se de “Amigos Poetas”, livro que compartilha com dois outros poetas do Rio Grande do Norte – Anderson Araújo e Marcos Roberto de Lima Silva. As poesias de Edinaldo são tão simples como ele, que divide seu talento literário com a atividade de garçom em restaurantes de São Miguel do Gostoso. Mas são poesias bonitas.
Por causa de sua atividade em restaurantes, Edinaldo é conhecidíssimo por pessoas que frequentam os restaurantes que já trabalhou –como o “Balica” (atual "Xique-Xique"), da Pousada dos Ponteiros, e mais recentemente o “Macambira”. Emociona ouví-lo declamar poemas de Manoel Bandeira, Fernando Pessoa e Augusto dos Anjos, seu poeta preferido.
Edinaldo está vendendo seu livro em São Miguel do Gostoso. Custa R$ 20,00 – vale a pena comprar. Suas poesias são interessantes. A seguir, uma “canjinha” de um dos seus poemas, chamado “Aniversário”:
“Quantas vezes escrevi no sonho/De mostrar palavras/Belas, simples, boas de ler/Mas então quando vejo/Fico feliz de saber/Que um sorriso é tão importante quanto palavras...”
“Pedidos à Natureza” é outra poesia de Edinaldo:
“Peço-lhe chuva ao sertão seco/O cantador inspiração numa bela toada/Esperando o dia/Amando a madrugada/Peço-lhe o sol/A chuva e o vento/Nada de fogo/Sem brasas e sem cimento...”



Fórum de Energia Eólica em Natal vai discutir o futuro deste tipo de energia renovável no Brasil


Por Emanuel Neri

Natal (RN) vai ser a sede, pelo terceiro ano consecutivo, do maior evento de energia eólica do Brasil. Trata-se do 3º Fórum Nacional Eólico, que será realizado entre os dias 21 e 22 de novembro, no Hotel Pirâmide (Via Costeira). Deste evento também sairá a Carta dos Ventos, que definirá a política de utilização dos ventos como fonte de energia no Brasil.
A Carta dos Ventos é um documento que tem como objetivo a articulação institucional para incentivos financeiros, fiscais e tributários para a cadeia de energia eólica no Brasil. Durante o Fórum, com participação de empresários e autoridades do governo, haverá debates sobre a ampliação dos atuais parques eólicos no Brasil. Energia eólica é considerada energia limpa e renovável.
O governo federal vai apresentar neste 3º Fórum sua previsão de desenvolvimento da energia eólica no Brasil para os próximos anos. Também serão anunciadas políticas de comercialização e fornecimento de produtos e serviços para o mercado de energia eólica. Multinacionais chinesas chegam ao Brasil para produzir produtos para energia eólica.
A energia eólica é um novo vetor do desenvolvimento brasileiro, em especial na região Nordeste, onde os ventos são mais intensos do que em outras regiões do país. Só em São Miguel do Gostoso (RN), por exemplo, estão previstos investimentos de R$ 1 bilhão em energia eólica, nos próximos anos. Há forte geração de empregos na região.
Duas empresas de grande porte – a Serveng, grupo brasileiro, e Voltália, de origem francesa – já estão atuando no município. A Serveng tem seu parque em Enxu Queimado, entre os municípios de São Miguel do Gostoso e Pedra Grande. A Voltália, que começa a instalar seus parques em 2012, já procura novas áreas no município para instalar outros parques eólicos.
Veja, no link abaixo, mais informações sobre o 3º Forum de Energia Eólica: