sexta-feira, 30 de março de 2012

Mais um importante líder do DEM foi flagrado envolvido em supostas atividades de corrupção


Por Emanuel Neri
O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) era considerado o guardião da corrupção. Bastava um olhar feio, para ele esbravejar no Senado e pedir a abertura de CPIs para apurar qualquer tipo de irregularidade. Pois agora o senador Demóstenes, que era líder do DEM no Senado, foi flagrado pela Polícia Federal em gravíssimas irregularidades.
Demóstenes é amigo próximo de Carlinhos Cachoeira, contraventor do jogo do bicho e preso há um mês pela prática de uma série de crimes. Pois Cachoeira levou em suas águas  o senador Demóstenes, que foi flagrado em mais de 300 ligações “grampeadas” pela Polícia Federal. Há suspeitas de que, além de amigo, Demóstenes é sócio de Cachoeira.
Nas gravações da PF, Demóstenes (foto) aparece pedindo dinheiro a Cachoeira para pagar um taxi aéreo. Além disso, tinha um rádio/telefone especial, comprado nos Estados Unidos, para que suas conversas com Cachoeira não fossem grampeadas. Puro engano. A PF rastreou todas as conversas mantidas entre o senador e o bicheiro.
Demóstenes era tão amigo do bicheiro que recebia presentes caríssimos de Cacheira, entre os quais uma cozinha importada e outros mimos. Mais grave ainda é uma conversa “grampeadas” de Cachoeira, em que ele discute despesas com um sócio. Cachoeira fala de  R$ 1 milhão e insinua que este dinheiro foi para Demóstenes.
A Procuradoria Geral da República abriu investigação par apurar denúncias envolvendo Cachoeira e Demóstenes e o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a quebra de sigilo bancário do senador. Além de Demóstenes, outros políticos estão envolvidos com Cachoeira. O bicheiro tinha grande influência no governo de Marconi Perillo (PSDB), de Goiás, onde chegava a fazer indicações para cargos políticos.
Nos últimos tempos,  têm sido frequentes o envolvimento de políticos do DEM em irregularidades. José Roberto Arruda, ex-governador de Brasília , foi preso e cassado depois de se envolver em uma série de práticas de corrupção.  De origem conservadora, o DEM é o partido que tem mais políticos cassados por corrupção no Brasil.
O DEM sai muito desgastado com mais este escândalo de um dos seus principais quadros políticos. O partido, que já vinha definhando devido ao assédio de outros partidos – especialmente o PSD, que tirou quase um terço de seus congressistas – corre agora o risco de ficar mais subnutrido. A eleição municipal de 2012 pode emagrecer ainda mais o DEM.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Demorou, mas saiu. O trânsito na orla urbana de São Miguel do Gostoso está proibido. Polícia vai fiscalizar


Por Emanuel Neri
Valeu o grande apoio dado pela população de São Miguel do Gostoso – prova de que, quando o povo quer, tudo é possível.  Na audiência pública do último dia 27 de março,  ficou decidida que a proibição de trânsito na orla urbana da cidade começa para valer a partir deste próximo final de semana, com policiamento em todas as praias.
Foi uma das maiores audiências públicas já realizadas em São Miguel do Gostoso. Havia representantes de todos os setores da sociedade local, como Prefeitura, Câmara Municipal, Associação de Empreendedores de Gostoso (AEGostoso), bugueiros, mototaxis, além do Idema, Patrimônio da União e comando da Policia Militar. Moradores também estavam presentes.
São Miguel do Gostoso sai na frente e será pioneiro no Rio Grande do Norte na proibição do trânsito na orla urbana. A decisão vale para todo o tipo de veículos automotivos, como bugues, carros tracionados, motos e quadriciclos (foto). A cidade servirá de experiência para que iniciativas semelhantes sejam adotadas em outras praias potiguares.
O trânsito na orla urbana de São Miguel do Gostoso sempre apresentou enormes riscos de atropelamentos para as pessoas que frequentam as praias, especialmente crianças. A população, em sua grande maioria, pedia para que a Prefeitura proibisse este tráfego. O noBalacobaco participou ativamente da campanha para que a decisão fosse adotada.
A partir de amanhã (30/3) várias placas de advertência serão colocadas nas praias, em especial na Ponta do Santo Cristo – para o trânsito que vem de Touros e Natal – e na praia do Maceió, para os veículos vindos de Galinhos e cidades do litoral norte. O Detran deve colocar placas padrão na cidade dizendo que o trânsito só é permitido nas vias internas.
“Seja bem-vindo. Respeite a vida. Trânsito de veículos automotivos na praia é crime. Lei 7661” – esta frase estará escrita em placas que ficarão nas duas principais entradas na cidade. Uma delas será no pórtico de entrada e a outra no lado oposto, no final do bairro do Maceió. Os acessos de veículos às praias, na área urbana, também serão bloqueados.
O policiamento das praias será feito por dois ou três policiais - vindos do comando da PM, de Natal -, que fiscalizarão a orla em motos. Em uma primeira abordagem, os motoristas serão advertidos e orientados a se retirarem. Se insistirem em trafegar na praia, motorista será preso e veículo apreendido. Estes policiais também estarão atentos para evitar assaltos que têm ocorrido na orla.
São Miguel do Gostoso está de parabéns por mais esta conquista. Agora, todos podem andar tranquilamente pela praia, sem o risco de serem atropelados. É um alívio poder ver as praias sem o passa-passa de carros e motos, com motoristas muitas vezes embriagados. A atual administração tem méritos ao entender e colaborar com o anseio da população.  

segunda-feira, 26 de março de 2012

Transferência de domicílio eleitoral vai até 9 de maio; quem mora em Gostoso deve alterar titulo para votar


Por Emanuel Neri
Por ser uma cidade turística, São Miguel do Gostoso é um município em que mora muito gente vinda de outros Estados brasileiros. Alguns vêm para trabalhar, outros para morar. Estas pessoas precisam regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral, transferindo seus títulos para a cidade, para que possam votar na eleição para prefeito deste ano.
A eleição para prefeito/a será no início de outubro.  Ocorre que estas pessoas que tem seus domicílios eleitorais em outras cidade têm até o dia 9 de maio deste ano para  transferirem seus títulos eleitorais. É fácil. É só ir ao cartório eleitoral – que fica em Touros, sede da comarca de São Miguel do Gostoso – e pedirem a transferência.
Só brasileiros – ou estrangeiros naturalizados - poderão votar em eleições do Brasil.
Para transferir o domicílio eleitoral, basta que a pessoa resida na cidade há pelo menos três meses. Deve ir ao cartório com seu título atual e algum documento com foto, que pode ser RG ou carteira de habilitação. São Miguel do Gostoso tem mais de mil pessoas que moram na cidade, mas que têm o domicílio eleitoral em outras cidades.
O exercício da cidadania começa com o voto. Votar é praticar a democracia. Com o voto, você pode escolher aquele candidato ou candidata – tanto para prefeito como vereador – que têm as melhores propostas para administrar sua cidade. O eleitor deve não só comparar estes programas de governo, como cobrar a execução das medidas prometidas.
O ideal seria que a Prefeitura de São Miguel do Gostoso tomasse a iniciativa e trouxesse o escrivão eleitoral do Cartório de Touros para que a transferência de domicílio fosse feita aqui mesmo. A iniciativa deveria contar também com ampla divulgação - via redes sociais e carros de som – para que o maior número de pessoas transfiram seus títulos.
Veja, abaixo, informes da Justiça Eleitoral sobre como fazer para transferir seu domicílio eleitoral.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Em Gostoso, oba-oba das campanhas eleitorais deve dar lugar a propostas para a administração da cidade


Por Emanuel Neri
O pastoril é uma dança tradicional do Nordeste e muito apreciada em São Miguel do Gostoso. A dança, formada por onze pastoras (bailarinas), consiste em dois lados, chamados de cordões – o da cor azul e o da cor vermelha  (cinco integrantes de cada cor). Quem é do azul, vai sempre querer a derrota do vermelho- e vice-versa. No centro, tem a diana, dançarina que usa as duas cores.
Admiradores de uma cor pagam para que dancem apenas as pastoras de sua cor preferida – que pode ser o azul ou o vermelho. Aí os adversários, que defendem a outra cor, oferecem mais dinheiro para que as dançarinas da cor adversária parem de dançar, para que  se apresente apenas a ala de sua cor preferida. A disputa, alegre e colorida, faz a festa rolar a noite inteira. Ganha quem fica mais tempo dançando.
O pastoril (foto) tem muito a ver com a política partidária de São Miguel do Gostoso – já chamado neste blog de Fla X Flu ou de ABC X América, com sabor mais regional. O pastoril não tem nenhuma outra motivação, a não ser a cor de sua preferência. Cores e simpatia também eram as únicas motivações da política partidária local. Era tudo muito oba-oba.
Em São Miguel do Gostoso, sempre teve o lado dos verdes – cujos partidários eram ligados ao PMDB, que hoje trocaram de lado e estão no DEM. Do outro lado estavam os da cor vermelha – que eram os que se agrupavam no PSB, PT, PPS, PC do B e outros partidos menores. Além destas cores, sobrava apenas a simpatia por um ou outro grupo político.  
Isso significava que a política partidária de São Miguel do Gostoso, a exemplo do pastoril, era só festa - e não tinha nenhum conteúdo ideológico. Quem acompanhava um candidato, votava nele porque gostava da cara dele ou da cor do partido dele, e acabava por aí.
Isso fazia também com que os candidatos, para prefeito ou vereador, não se preocupassem com nenhum conteúdo político em suas campanhas. Da mesma forma, também não estavam nada preocupados em apresentar propostas para administrar a cidade. A escolha era sempre assim: gostei da cara daquele candidato e vou votar nele.
Este sempre foi um problema sério na política de São Miguel do Gostoso. O que pensava cada um dos candidatos, qual a plataforma com que cada um pretendia governar a cidade, o que queriam para saúde, educação e emprego, como enfrentariam a questão do meio ambiente e da cidadania? Nada disso constava das plataformas eleitorais dos candidatos.
É uma pena que esta despolitização –podem chamar isso também de alienação – ocorresse em São Miguel do Gostoso. Agora, na eleição municipal de 2012, talvez isso comece a mudar. É chegada a hora de os candidatos pensarem mais em projetos administrativos para governar a cidade. É importante que os eleitores cobrem isso.
O que Fátima Dantas (PMDB) e Paulo Roberto (DEM) propõem para o futuro da cidade? O que os vereadores atuais e os novos, que estão querendo chegar à Câmara Municipal,  defendem para que São Miguel do Gostoso se transforme em uma cidade melhor para se viver? O eleitor tem que comparar estas propostas para poder fazer suas escolhas.
O Brasil tem crescido politicamente nos últimos anos. A democracia no país está consolidada. É preciso que cada candidato acompanhe estas mudanças e anuncie previamente para a população como pretende administrar a cidade. E é fundamental que o eleitor esteja atento para isso. Candidato só com blá-blá-blá, não deve mais ter vez.
E São Miguel do Gostoso tem que acompanhar estas mudanças. A paixão do verde e vermelho – dos antigos embates políticos – está ultrapassada. O debate a partir de agora tem que ter recheio político, ideológico, com propostas objetivas de governo. Se a população cobrar isso, com certeza o futuro da cidade vai ser muito melhor.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Debate político esquenta opiniões e paixões em São Miguel do Gostoso. Quem é melhor? Dê sua opinião


Por Emanuel Neri
Impressiona a paixão com que parte da população de São Miguel do Gostoso abraça a política partidária. Nesta cidade, quase todo mundo tem seu lado político – que pode ser um partido ou um grupo político – e é capaz de morrer ou matar na defesa de seus interesses. Muitas vezes usam meios radicais, de quase aniquilamento do adversário.
Quem está de um lado quer mais é ver a desgraça de quem está do outro lado. Já falei aqui que há um Fla X Flu – ou ABC X América, para ter um gosto mais regional – na política local. Agora, que a eleição para prefeito está se aproximando, estes ânimos se acirram ainda mais. Aqui é cobra engolindo cobra – se bobear,  morrem juntas, agarradas.
Quem divide estas paixões políticas em São Miguel do Gostoso? De um lado, está o prefeito Miguel Teixeira, que é aliado de João Wilson, que já foi prefeito. Este grupo apóia a candidatura de Fátima Dantas (PMDB) para a Prefeitura local. Do outro lado, tem Paulo Roberto (DEM), que já foi derrotado duas vezes pelo grupo Miguel/João Wilson.
Para se ter idéia de como as discussões estão acaloradas, um único post deste blog – “PT de São Miguel do Gostoso (na foto, bandeira) deve se aliar ao PMDB e apoiar Fátima Dantas; Paulo (DEM) pode ficar isolado”, publicado em 6 de março passado – é, de longe, o campeão em comentários de leitores. Até ontem, já tinham sido feitos 96 comentários.
Há comentários para todos os gostos políticos. No início, houve intenso debate sobre o vice de Fátima. Muitos defendiam José de Luzenário; outros queriam Geraldo do Reduto ou Renato Souza (Renato de Doquinha), que preside a Câmara Municipal. Renato, por sua vez, também era lembrado para vice de Paulo Roberto, assim como José de Luzenário.
A salada de nomes é total – cada um quer um vice de sua preferência junto ao candidato a prefeito de sua preferência. Depois, este debate derivou para o resultado dos eleitos para o Conselho Tutelar e, em seguida, para a sugestão de candidatos a vereador. Falou-se de candidatos novos, entre eles Cibele Ambrósio, Robinho, Rubens, além de outros nomes.
É muito bom que aconteça este debate acalorado. Isso faz parte do jogo democrático. Mas é preciso mais comedimento nestas manifestações. Além dos 96 comentários do post sobre a entrada do PT no bloco de Fátima Dantas, muitos outros não foram liberados por conterem ofensas e agressões a adversários. É chocante a acidez de certos comentários.
O noBalacobaco está absolutamente à disposição  dos seus leitores para este tipo de manifestação. Podem escrever à vontade dizendo se apoiam Fátima Dantas ou Paulo Roberto. Mas evitem agressões, pois a política tem que obedecer limites de educação e civilidade. Política não se faz na pancadaria e na porrada, para destruir o adversário.
Vamos, portanto, esquentar este debate, mas com modos. Quem é melhor para governar São Miguel do Gostoso? Fátima Dantas ou Paulo Roberto?  E para o cargo de vice dos dois, quem é mais capacitado? E para a Câmara Municipal, chegou a hora de renovar a atual bancada?  E quem são os candidatos que podem trazer sangue novo para a Câmara?
Podem enviar seus comentários para o noBalacobaco. Mas, por favor, se identifiquem. Quando você escreve sem estar protegido pelo manto do anonimato, seu comentário ganha muito mais credibilidade. O direito de opinião no Brasil é livre. Todos têm direito de se manifestar. Mas vamos também respeitar a opinião dos adversários.
Veja, abaixo, o post que gerou esta enorme polêmica e que já recebeu 96 comentários. Veja também post anterior, que fala da radicalização partidária em São Miguel do Gostoso, bem como sobre a onda de intolerância de pessoas que fazem comentários na Internet .

quarta-feira, 21 de março de 2012

Ministério Público apura a legalidade das licenças ambientais de usinas eólicas de Touros e Gostoso



Por Emanuel Neri
Esta notícia interessa a muita gente que trabalha com produção e montagem de usinas de energia eólica. Interessa também aos municípios em que as usinas eólicas serão instaladas e que terão suas receitas ampliadas com a produção deste tipo de energia.
O Ministério Público do Rio Grande do Norte abriu inquérito para saber se empresas que estão se instalando em Touros e São Miguel do Gostoso estão em dia com o licenciamento ambiental para instalar parques eólicos.
A promotora Sandra Angélica Pereira Santiago, da Promotoria do Ministério Público da Comarca de Touros, quer investigar eventuais procedimentos irregulares na liberação destas licenças ambientais.
Em seu despacho, a promotora reconhece as vantagens ambientais da energia eólica. Mesmo assim, segundo ela, nenhuma destas empresas pode se considerar “isenta de impactos negativos, os quais se manifestam, com maior ou menor intensidade”, nas fases de instalação e operaçãodestas usinas.
A promotora já pediu ao Idema (Instituto de Desenvolvimento e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte que encaminhe ao Ministério Público, em um prazo de dez dias, todas as cópias de licenças já concedidas para que usinas eólicas sejam instaladas nestes dois municípios, ambos da Comarca de Touros.
Esta notícia foi divulgada por jornais do RN e reproduzida no blog de Assis Silva.
A chegada da energia eólica ao Nordeste é vista como um fator muito positivo para a economia local. Produzida pelos ventos – fonte natural renovável e inesgotável –, este tipo de energia é considerada uma alternativa limpa e ecológica na produção energética.
Somente em São Miguel do Gostoso há duas empresas em processo de instalação de seus parques eólicos.
Uma destas empresas é a Serveng, que vai produzir energia eólica em Enxu Queimado, entre os municípios de São Miguel do Gostoso e Pedra Grande. A outra empresa é a Voltália, de origem francesa, que instalará, a partir de 2012, três parques em São Miguel do Gostoso. A produção começa em 2014.
Estas empresas já empregam muita mão de obra da região. Os investimentos do setor também são bastante pesados. Somente em São Miguel do Gostoso há previsão de investimentos de até 1 bilhão de reais. O vento forte em todo o Nordeste favorece muito a produção de energia eólica.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Audiência para proibição de carros nas praias de Gostoso será dia 27/3; todos devem comparecer



Por Emanuel Neri
Ponham nas suas agendas. Dia 27 de março, a partir das 8h30, haverá audiência pública para tratar da proibição definitiva do trânsito na orla urbana de São Miguel do Gostoso (foto). A reunião – com a presença da Prefeitura, Câmara Municipal, além de órgãos como patrimônio da União e Idema – será no Centro de Múltiplo Uso.
Esta a grande oportunidade que a população de São Miguel do Gostoso terá para manifestar sua discordância com o perigoso trânsito nas praias da cidade. Muitas pessoas, especialmente famílias, já se manifestaram, neste blog, favoráveis à proibição. Agora chegou a hora de manifestar esta opinião em audiência pública.
Quem for a favor da proibição desta inicativa não pode deixar de comparecer a esta reunião. Na audiência, também serão tratados os compromissos assumidos com a população pela Prefeitura e Câmara em outra reunião, realizada no último dia 28 de fevereiro. O prefeito Miguel Teixeira prometeu tirar o trânsito das praias.
Além dos compromissos, estabeleceu-se um calendário para que o trânsito fosse proibido antes do final de março. Veja os principais pontos deste calendário:
1)No dia 29 de fevereiro, a família Neri entregaria à Prefeitura cópia do documento de doação de terreno, localizado na estrada que liga São Miguel do Gostoso ao distrito do Reduto, para se faça ali um dos acessos para o trânsito que for desviado da orla urbana.
2)No dia 8 de março, a família Neri entregariao documento original da doação deste terreno, com a assinatura de todos os irmãos e já com firma reconhecida em cartório.
3)No dia 15 de março, haveria sessão na Câmara Municipal para legalizar a doação do terreno da família Neri e aprovar decreto proibindo oficialmente o trânsito nas praias urbanas da cidade.
4)No dia 20 de março, a Prefeitura bloquearia todos os acessos da cidade que facilitam a entrada de veículos nas praias. A prefeitura também se comprometeu a colocar placas de sinalização nas praias, além de providenciar fiscalização educativa sobre o risco em se dirigir veículos nas praias.
5)A Prefeitura também se comprometeu a – junto com Idema e Patrimônio da União – voltar a se reunir com o comando da Polícia Militar do Estado para pedir policiamento exclusivo para fiscalizar e punir motoristas que insistam em trafegar nas  praias.
6)A Prefeitura também se comprometeu a fazer cerca, com estacas e arame, delimitando o acesso do terreno que foi doado pela família Neri.
A decisão de proibir o trânsito nas praias urbanas vale para todos os veículos automotivos, como bugues, carros tracionados, quadriciclos e motos. Com esta iniciativa, São Miguel do Gostoso sai na frente de outros municípios nesta questão do tráfego nas praias. Muitos acidentes já aconteceram em outras praias do RN.
A proibição do trânsito nas praias de São Miguel do Gostoso fará com que a cidade sirva de modelo para que outras praias tome a mesma iniciativa. Se isso acontecer, o prefeito Miguel Teixeira e a Câmara Municipal contribuirão para que a cidade dê um grande salto de qualidade em termos de controle de seu espaço urbano.
Veja, abaixo, post do noBalacobaco sobre os compromissos assumidos na reunião do dia 28 de fevereiro.
http://nobalacobaco.blogspot.com.br/2012/02/prefeitura-e-orgaos-ambientais.html

Brasil não aceita grosseria da Fifa e exige retratação; Gol de Dilma ao rechaçar arrogância desta entidade


Por Emanuel Neri
A Fifa está acostumada a botar pressão em países que sediarão a Copa do Mundo de Futebol. Tais pressões, é bom dizer, são feitas mais sobre países que não tem ainda uma grande peso no cenário mundial. Foi assim com a África do Sul, na Copa de 2010. Com a Alemanha, na Copa anterior, a pressão foi menor – por ser um país de maior peso.
Com o Brasil, que sediará a Copa de 2014, a Fifa também ensaiou seu jogo duro. Mas aparentemente o tiro saiu pela culatra. Primeiro, foram várias advertências e exigências feitas ao governo brasileiro. Há duas semanas, Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, partiu, quase literalmente, para o jogo baixo com o Brasil.
Valcke disse que o Brasil merecia levar um “chute no traseiro” para ter mais responsabilidade com o calendário da Copa. Foi o suficiente para que a presidenta Dilma Rousseff, que é daquelas que não levam desaforo para casa, o rechaçasse duramente e ameaçasse riscar o dirigente da Fifa da interlocução com o Brasil.
Isso significava que, se não houvesse um pedido formal de desculpas, o governo não mais receberia Valcke para falar de qualquer tema relacionado à Copa. Pressionado, Valcke pediu mais que desculpas – pediu perdão ao Brasil pela declaração. Como sempre, culpou a imprensa pela má interpretação de entrevista dada por ele.
O presidente da Fifa, Joseph Blater, também se desculpou com o governo brasileiro. Mais que isso, pediu imediatamente audiência com Dilma, que ocorreu na última sexta-feira (foto acima). Blater conversou amigavelmente com a presidenta e saiu do Palácio do Planalto afirmando que está tudo muito bem com o governo brasileiro e com a Copa.
A posição de Dilma, de exigir retratação da Fifa, foi elogiada por jornalistas de esporte, como Juca Kfouri, da Folha de S. Paulo. “Gol de Dilma”, diz artigo de Juca (abaixo). Erraram feio jornalistas que apostavam num possível rompimento entre a Fifa e o governo, com a possibilidade de a Copa ser transferida para outro país.
A vitória de Dilma foi marcada também pela demissão, também na semana passada, de Ricado Teixeira, até então poderoso presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Sob suspeita de várias irregularidades, Teixeira teve seus passos podados principalmente por Dilma, que se recusava a qualquer contato com ele.
Quem acompanhou mais de perto a Copa de 2010, lembra o nível de pressão da Fifa sobre a África do Sul. Pressionava contra atrasos de estádios, contra obras de mobilidade urbana, contra a rede hoteleira e até contra os índices de criminalidade do país. Com o Brasil, a Fifa também tentou fazer o mesmo, mas felizmente recuou.
O Brasil de Dilma não aceita a histeria da Fifa por causa do calendário da Copa. Com um ou outro atraso, o Brasil está cumprindo seu calendário de obras – e não admite, sob nenhum hipótese, ser ridicularizado pela Fifa, como tentou fazer a Fifa por meio de Valcke. Agora falta a aprovação da Lei da Copa, no Congresso Nacional.
Por enquanto o Brasil e Dilma estão ganhando, com uma boa diferença de gols, da arrogância da Fifa. Pontos para o Brasil e para Dilma.
Veja, abaixo, artigo do jornalista Juca Kfouri sobre a crise entre a Fifa e Dilma.  

sexta-feira, 16 de março de 2012

Catadora de lixo estuda em livros encontrados no lixão e passa em vestibular de universidade federal

Por Emanuel Neri
Parece história inventada, mas não é. Uma catadora de lixo de Vitória (ES), Ercília da Silva Moser, 41 anos, se preparou para o vestibular da Universidade Federal do Espírito Santo estudando em livros que ela encontrava no lixo. Pois Ercília conseguiu ser aprovada para o curso de Artes Plásticas – e já está estudando.
Ercília é um destes casos que deve servir de exemplo para a população pobre do país. Se houver vontade e determinação, se consegue até o que parece ser impossível. O caso da catadora de lixo teve repercussão nacional, mas até isso Ercília conseguiu controlar, para evitar uma visibilidade que ela considera excessiva e desnecessária.
Uma rede de TV de grande audiência convidou Ercília para dar entrevista ao vivo em um de seus programas. Ercília (foto acima) recusou. Preferiu guardar mais discrição com seu feito por entender que o seu exemplo não poderia servir para aumentar a audiência de programas sensacionalistas de TV. Um sinal consciência política.
Ercília sempre estudou com muita dificuldade. Já mãe de um filho, iniciou seus estudos em idade avançada. Fez inicialmente o  ESA (Educação de Jovens e Adultos), depois cursou o ensino fundamental e o médio, sempre no horário noturno, e fez o vestibular do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), sendo aprovada.
Agora ela quer fazer uma biblioteca em sua casa – com os livros que estudou e outros mais que encontrou no lixão. Ercília reclama da falta de reaproveitamento destes livros, que poderiam passar para outros alunos, sem necessidade de serem jogados no lixo. Sinal de que se preocupa com gastos do governo na compra de livros novos.
Ercília quer agora trabalhar com artes, tema que ela gosta muito. Já pensa em ter um ateliê para restauração de obras de arte. Enquanto não termina seu curso universitário, vai continuar trabalhando como catadora de lixo e tendo a mesma rotina diária, acordando às 5h e só voltando para casa às 21h.
Veja, baixo, informe do noticiário do UOL sobre o caso de Ercília.
http://vestibular.uol.com.br/ultimas-noticias/2012/03/13/agora-sei-que-sou-uma-caloura-o-que-e-bacharelado-diz-catadora-de-sucata-que-ingressou-no-vestibular-da-ufes.jhtm

quinta-feira, 15 de março de 2012

Jornalista faz relato de sua admiração por São Miguel do Gostoso. A cidade, segundo ele, "desperta paixões"

Por Emanuel Neri
São Miguel do Gostoso desperta  curiosidade em pessoas que não a conhecem e alimenta paixões em pessoas que a visitam. No último verão, esta bela praia, a 100km de Natal (RN), foi visitada por inúmeras pessoas, entre elas muitos jornalistas.
Um destes jornalistas foi Gilberto Nascimento, que já passou pelos principais veículos de comunicação do país, entre eles Folha de S. Paulo, revistas Isto É e Carta Capital e atualmente está na TV Record.
A pedido do noBalacobaco, Gilberto Nascimento escreveu sobre São Miguel do Gotoso. Veja, abaixo, seu relato.

“São Miguel do Gostoso, a praia do momento
 Gilberto Nascimento (*)

           São Miguel do Gostoso é o lugar do momento. A praia mais "hypada".  Virou um descolado point do turismo do Nordeste. Está na mídia a todo momento. Na Folha de S.Paulo, no UOL, na Record, no SBT ou no jornal inglês The Daily Telegraph. 
         Não à toa, é visitada por famosos como o cantor franco-espanhol Manu Chao e figuras festejadas como o colunista Xico Sá e o urbanista Jaime Lerner. Bi, baixista do Paralamas do Sucesso, tem uma casa na área. É o paraíso para os praticantes de windsurf e kitesurf.
         Quem visita a antiga vila de pescadores não esquece jamais. Rapidamente, o visitante se sente em casa. Nas noites quentes e enluaradas, em rodas de conversa em pequenos bares simpáticos e aconchegantes como o Madame Chita, a gente tem certeza de ter descoberto o lugar ideal para viver o resto de nossas vidas.
         Novos amigos descobertos ali migraram de elegantes bairros paulistanos como os Jardins, da próspera Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, ou de charmosas cidades europeias como Barcelona e não têm nenhuma dúvida de que fizeram a escolha certa. O recém-chegado enturma-se facilmente e não consegue escapar de agradáveis convites para um bobó de camarão no final de tarde á beira da piscina na casa de alguém que acabou de conhecer, de passeios em grupos a praias tranquilas e paradisíacas nos arredores ou de qualquer outro pretexto, enfim, para comemorações.
       O único erro que o turista não pode cometer é de se limitar a ficar na praia do centro da cidade, principalmente entre os meses de dezembro e fevereiro. Nesse período, o vento - motivo de festa para os adeptos do windsurfe e kitesurfe (foto) -, causa um certo incômodo ao desavisado turista. As melhores praias são as da Ponta do Santo Cristo, a mais agitada e frequentada pelos esportistas, e a tranquila e bela Tourinhos, a 6 km do centro.
          São Miguel do Gostoso desperta paixões. Eu voltei maravilhado. Num jantar na noite de retorno a São Paulo, fiquei surpreso ao ver as reações de amigos ao saberem de onde eu vinha. Das outras sete pessoas à mesa, seis ficaram encantadas com as fotos e manifestaram o desejo de conhecer a cidade muito em breve. Houve uma única voz discordante, a de um colega que visitou São Miguel e não suportou o vento “exagerado”, segundo ele. Não acho, sinceramente, que esse seja um motivo de peso, considerando todas as maravilhas. Ao visitante não faltam oportunidades para apreciar tudo o que São Miguel do Gostoso tem de melhor e se convencer de que é realmente um destino apaixonante.
(*) Gilberto Nascimento é produtor especial da TV Record de São Paulo.”

quarta-feira, 14 de março de 2012

Governo do RN quer vender jegues a empresa chinesa para abate e aproveitamento na indústria alimentícia

Por Emanuel Neri
Os jegues do Nordeste voltam a estar no centro de uma grande discussão. É que uma empresa chinesa assinou protocolo de intenção com o governo do Rio Grande do Norte para importar até 300 mil jegues por ano. O problema é que objetivo do negócio é utilizar estes simpáticos animais para abatê-los e usar sua carne na indústria alimentícia chinesa.
O protocolo foi assinado entre a empresa chinesa Shan Dong Dong e a Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Norte. A China abate anualmente 1,5 milhão de jegues, cuja carne é bastante apreciada pela população local. A China produz 300 mil destes animais – o restante é importado da Índia e da África.
A China quer abater mais 550 mil jegues por ano. E parte deles viria do Nordeste brasileiro. Por causa disso, já há uma grande campanha na Internet contra o fechamento do negócio. O jegue (foto), também conhecido por jumento, é um animal que por muito tempo foi usado na agricultura e para transporte de cargas no Nordeste.
Ocorre que, nos últimos anos, o jegue foi substituído pela motocicleta. O resultado é que o animal virou um animal sem interesse comercial e sem dono. Eles invadem cidades e estradas, provocando acidentes. Também costumam invadir sítios e roçados e destruir plantações, o que resulta em maus tratos contra eles.
Em 1967, havia sete milhões de jegues no Nordeste – acredita-se que hoje existam apenas 1,2 milhão. Muitos deles foram mortos em acidentes ou espancamentos. A frota de motos cresceu 486% no Nordeste entre 2000 e 2010. Com isso, os jegues perderam sua finalidade e viraram uma espécie de “bicho errante” em toda a região.
É muito comum ver jegues em pequenas cidades do Nordeste revirando lixo para poder se alimentar. Há menos de dez anos, criou-se uma ONG em São Miguel do Gostoso para cuidar de jegues feridos e combater a violência contra eles. Mas a ONG – que se chamava Projegue – acabou fechando por falta de apoio oficial.
Há quem defenda a exportação de jegues para a China. Um dos argumentos é que isso seria mais uma fonte de renda para o Nordeste e diminuiria a superpopulação destes animais. Quem discorda, chama o negócio de “verdadeira carnificina”. A proposta prevê a reprodução de jegues em fazendas, para depois ser exportado.
Veja, abaixo, mais informação sobre a proposta chinesa para importar jegues nordestinos.

terça-feira, 13 de março de 2012

Para rir ou chorar. Juiz flagra agente penitenciário de cidade do RN vigiando presídio apenas com estilingue

Por Emanuel Neri
Esta é para matar de rir ou de vergonha. Inspeção feita por um juiz no Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade de São Paulo do Potengi, a 73kms de Natal (RN), constatou que o único agente do presídio, com 33 presidiários, usava como única arma uma baladeira (um estilingue para matar pássaros), segundo o Portal G1.
E, acreditem, a baladeira (foto) era para o agente se defender e impedir fuga de presos. Isso é cômico ou é trágico? A inspeção foi feita pelo juiz Peterson Fernandes Braga, titular da Comarca de São Paulo do Potengi. O juiz, obviamente, levou o maior susto. “Nunca tinha visto isto antes. Nas outras vezes, os agentes tinham armas”, disse.
Apesar de vergonhoso, este é um caso que ilustra muito bem a atual situação da segurança pública no Rio Grande do Norte. Nunca este Estado viveu uma situação tão lamentável. A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) está levando o RN para o buraco. É um vexame imaginar que a segurança de um presídio seja feita com estilingues.
É claro que, vigiado por agentes portando apenas estilingues, muitos presos já fugiram daquele presídio. Segundo o juiz, já houve ali várias fugas e rebeliões – na última, fugiram dois traficantes perigosos que não foram recapturados. E o pior é que esta situação de total abandono não ocorre apenas em São Paulo do Potengi.
A própria Secretaria de Justiça do RN, responsável pelo sistema penitenciário do Estado, informou para a imprensa que não se trata de um caso isolado e que há carência de pessoal e armas em todos os presídios do Rio Grande do Norte. Em todo o Estado, também há uma crônica falta de delegados e policiais nas cidades.
É por isso – e por muito mais do que isso – que a governadora Rosalba Ciarlini, que é do DEM – partido que troca de nome como quem troca de camisa -  amarga índices altíssimos de rejeição. Rosalba já beira os 60% de rejeição da população. Já se aproxima da prefeita de Natal, Micarla de Souza, que tem mais de 90% de rejeição.
Lembrem-se que Rosalba se elegeu no primeiro turno na eleição de 2010, com mais de 50% dos votos dos potiguares – era grande a expectativa de que sepultaria a péssima administração anterior, de Wilma Faria (PSB). Está sendo muito pior.
O Rio Grande do Norte, que lamentavelmente tem tido muita pouca sorte na escolha de seus governantes, é o único Estado brasileiro governado pelo DEM.
Veja, abaixo, informe sobre a inspeção feita pelo juiz em São Paulo do Potengi e post anterior deste blog sobre a altíssima rejeição de Rosalba Ciarlini e Micarla de Souza.
http://g1.globo.com/brasil/noticia/2012/03/o-preso-nao-foge-porque-nao-quer-diz-juiz-sobre-cdp-com-estilingue.html
http://nobalacobaco.blogspot.com/2012/01/governadora-do-rn-e-prefeita-de-natal.html

segunda-feira, 12 de março de 2012

Ministério do Turismo abre 80 mil vagas para treinar profissionais de turismo nas 12 sedes da Copa de 2014

Por Emanuel Neri
Se você trabalha em hotéis ou pousadas – ou qualquer outro estabelecimento de  prestação de serviços cadastrado no Ministério do Turismo – pode se inscrever, até o final de março, no programa Pronatec Copa. O programa quer cadastrar 80 mil profissionais para trabalharem na Copa de Futebol de 2014, no Brasil.
O total de vagas para estes cursos de treinamento para a Copa do Mundo, em etapas seguintes, deve chegar a 160 mil.
Há vagas para 32 tipos de cursos, incluindo as mais diversas atividades do turismo. Os  cursos serão dados nas 12 cidades e regiões sedes da Copa. Natal (RN) será uma destas sedes. Além dos cursos profissionalizantes, estes profissionais também terão aulas de inglês e espanhol, para que possam atender melhor visitantes estrangeiros.
Para se inscrever, basta que o profissional que já trabalha na rede hoteleira cadastrada no Ministério do Turismo acesse o programa Pronatec Copa (veja abaixo). O Ministério vai disponibilizar também um serviço de telefone 0800 para dar mais informações aos interessados sobre inscrições para estes cursos.
Os cursos serão aplicados em parceria com o Ministério da Educação, Institutos Federias (antigas Escolas Técnicas Federais) e o Sistema “S”, que inclui Sesc, Senac e Sebrae. Haverá cursos para pessoas que tenham o curso fundamental incompleto,  o completo, o médio incompleto e o completo. Os cursos terão quatro meses de duração.
Haverá cursos para auxiliar de cozinha, garçom, camareira, recepcionistas, organização de eventos, agentes de viagem, além de outras atividades e serviços de hotelaria e turismo. É importante que pousadas, bares e restaurantes de São Miguel do Gostoso orientem seus empregados a se inscreverem nestes cursos.
Veja, abaixo, links para o Pronatec Copa e outras informações sobre este programa de treinamento. Você também poderá acessar (abaixo) link do Ministério do Turismo, para obter mais informações sobre estes cursos.
http://www.hoteliernews.com.br/HotelierNews/Hn.Site.4/NoticiasConteudo.aspx?Noticia=73092&Midia=1
http://www.turismo.gov.br/turismo/home.html
http://diariodonordeste.globo.com/noticia.asp?codigo=336142&modulo=964

sábado, 10 de março de 2012

Comissão criada pelo Senado amplia casos em que o aborto pode ser permitido; conservadores são contra

Por Emanuel Neri
O aborto é sempre uma questão muito polêmica no Brasil. Na última campanha presidencial, em 2010, o tema virou motivo de ataques do candidato da oposição à então candidata Dilma Rousseff. Em alguns momentos, o aborto virou uma discussão histérica, envolvendo evangélicos e setores conservadores da Igreja Católica.
A questão do aborto é, sem dúvida, um tema de saúde pública. A cada ano, milhares de brasileiras, que têm gravidez indesejada, abortam usando métodos rudimentares. Além da criminalização do ato, que pode terminar em prisão, muitas destas mulheres morrem em consequência de abortos mal feitos.
Os gastos do governo com saúde em consequência deste tipo de aborto clandestino são enormes. O governo sempre reconheceu que o aborto é uma questão que precisa ser enfrentado do ponto de vista da saúde pública. Outra posição do governo é que cabe ao Congresso a tarefa de flexibilizar ou não a legislação sobre o aborto.
Pois agora o Senado criou uma comissão de juristas para discutir a elaboração de um novo Código Penal – e entre estes temas está o aborto. Na última sexta-feira (9/3), esta comissão aprovou a ampliação dos casos em que o aborto é legal. A iniciativa recebeu a imediata reação dos setores que sempre foram contra o aborto.
Pela proposta, não é crime interromper a gravidez até a 12ª semana de gestação. Isso pode ocorrer quando, a partir de um pedido da gestante, o médico ou o psicólogo constatar que a mulher não tem condições de arcar com a maternidade. A alegação é que a iniciativa protege a mulher em situação de muita fragilidade.
De acordo com a legislação penal, o aborto só é permitido quando a gravidez resulta de estupro ou quando há riscos de vida para a gestante. Quem realiza aborto de forma ilegal pode pegar até três anos de prisão. Especialistas entendem que o aborto não pode ser tratado como uma questão policial, mas sim de saúde pública.
O aborto é permitido em países considerados civilizados e nos quais a igreja não interfere nas questões de Estado. No Brasil, sempre que este tema é colocado em pauta há uma gritaria –inclusive no Congresso Nacional - de setores evangélicos e católicos contrários a qualquer tipo de flexibilização na questão do aborto.
A proposta apresentada pela comissão de juristas ainda vai ser levada para a direção do Senado, que a submeterá a uma comissão de senadores para decidir se ela será levada ou não para ser votada pelo plenário. Até lá, haverá um enorme bate-boca, envolvendo setores progressistas de um lado, e conservadores religiosos, do outro.
Veja, abaixo, vários informes e análises sobre a questão do aborto no Brasil, inclusive sob o ponto de vista da saúde pública.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aborto_no_Brasil
http://www.midiaindependente.org/pt/red/2005/09/330930.shtml
http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v32n3/a01v32n3.pdf

sexta-feira, 9 de março de 2012

Aprovados igualdade salarial entre homem e mulher e benefício na moradia popular, em caso de divórcio

Por Emanuel Neri
Nesta quinta-feira (8/3), Dia Internacional da Mulher, duas decisões importantes foram anunciadas no Brasil em benefício das mulheres. Uma foi a aprovação pelo Senado da igualdade entre salários das mulheres e dos homens. A segunda é que, em caso de divórcio, o imóvel do Minha Casa Minha Vida ficará com a mulher.
O Minha Casa, Minha Vida é o projeto de habitação popular do governo federal. Em 2011, foram liberados R$ 10 bilhões para a construção de 2 milhões de moradias. A segunda fase do projeto, a ser iniciada este ano, contará com mais 929 mil imóveis. Na primeira fase do projeto, 47% dos contratos foram assinados por mulheres.
O contrato muda agora na segunda fase. Segundo anunciou ontem (8/3) a presidenta Dilma Rousseff, as escrituras dos imóveis populares já serão feitas em nome da mulher. No caso do divórcio, o homem só fica com o imóvel caso ele tenha ficado com a guarda dos filhos. Nos demais casos, a habitação fica com a mulher.
Já no projeto de igualdade salarial, aprovado no Senado – e que será sancionado por Dilma – os salários devem ser iguais para homens e mulheres que exercem as mesmas tarefas. Se a empresa desrespeitar esta decisão, será multada em cinco vezes a diferença salarial correspondente a todo o período da contratação da mulher.
O Brasil é um dos paises mais desiguais em relação a salário do homem e da mulher. Para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a média salarial das mulheres brasileiras representa apenas 72,3% da média do salário masculino. Em 2011, a média do salário dos homens foi de R$ 1.857,63; das mulheres, R$ 1.343,81.
E essa diferença ocorre mesmo com o nível de escolaridade das mulheres brasileiras sendo superior ao dos homens. Os únicos setores em que as mulheres ocupam mais cargos dos que os homens são a administração pública e serviços domésticos. No Congresso Nacional, a representação das mulheres fica em torno de 10%.
Esta diferença na representação parlamentar ocorre mesmo o Brasil tendo população feminina maior que a masculina. Mas esta história começa a mudar. Pela primeira vez na história, o Brasil tem uma mulher na Presidência da República. Dilma Rousseff tem dez mulheres no seu ministério, muitas ocupando cargos de primeira linha.
Veja, nos links abaixo, informações de medidas aprovadas em benefício das mulheres.
http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2012/03/salario-das-mulheres-permanece-28-inferior-aos-dos-homens-diz-ibge.html
http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/03/mulher-ficara-com-casa-financiada-pelo-governo-em-caso-de-divorcio.html
http://www.opovo.com.br/app/opovo/economia/2012/03/07/noticiasjornaleconomia,2796738/senado-aprova-projeto-contra-discriminacao-salarial.shtml

quinta-feira, 8 de março de 2012

São Miguel do Gostoso é foco de reportagens; opção de praia tranquila, sem agitos noturnos, é elogiada

Por Emanuel Neri
São Miguel do Gostoso continua no foco da mídia nacional. Somente na última semana, três novas reportagens sobre o vibrante turismo local saíram em importantes veículos de comunicação – dois deles em TV, um na Band e outro no SBT. Outra reportagem saiu no site “Melhores Destinos”, bastante lido pelo setor turístico.
A reportagem da Band aborda as principais atrações da cidade, mas fala de um problema que tem dificultado os moradores e os turistas: a falta de telefonia celular. Ouve várias pessoas, que reclamam da dificuldade de fazer ligações com os telefones da Claro. Mas esqueceu de dizer que os celulares da Vivo funcionam – e muito bem.
A Band diz que São Miguel do Gotoso é um lugar perfeito para quem quer se desligar dos agitos dos grandes centros urbanos. O SBT seguiu mais ou menos a mesma linha da Band, com focos em pontos turísticos e pousadas. O “Melhores Destinos” enche de vez a bola de São Miguel do Gostoso.
A jornalista Érika Marques, do blog “Outros Ares”, escolhe sete destinos do Nordeste que têm praias paradisíacas e que não são tão famosos como Jericoacoara, Porto de Galinhas e Canoa Quebrada. E aí São Miguel do Gostoso tem um grande destaque. Tourinhos, com suas dunas petrificadas, é apontada como uma praia belíssima.
O “Melhores Destinos” diz que São Miguel do Gostoso é um mix de praias selvagens, recém descobertas, aliadas a uma boa gastronomia. E faz uma comparação com Pipa, outra praia famosa do litoral potiguar. A cidade, segundo a reportagem, tem estrutura semelhante a Pipa, mas livre da badalação e agitação noturna.
Trata-se de mais um reconhecimento de que a vocação de São Miguel do Gostoso é pelo turismo de lazer, de esporte – kitsurfe e windsurfe (foto) – e para quem quer descansar, fugindo de agitos noturnos. Este perfil tem agradado o turista que visita a cidade e consolidado o destino turístico local como um dos preferidos do Nordeste.  
Veja, a seguir, links para estas reportagens.  
http://www.melhoresdestinos.com.br/melhores-praias-nordeste-brasil.html
http://videos.band.com.br/Exibir/Sao-Miguel-do-Gostoso-o-lugar-perfeito-para-se-desligar-do-/2c9f94b635d42abd0135db29907a03bd?channel=587

terça-feira, 6 de março de 2012

PT de São Miguel do Gostoso deve se aliar ao PMDB e apoiar Fátima Dantas; Paulo (DEM) pode ficar isolado

Por Emanuel Neri
Está praticamente definida a participação do PT de São Miguel do Gostoso na coligação da candidata Fátima Dantas (PMDB). Dirigentes dos dois partidos já se reuniram, inclusive com a participação de membros do PT estadual. Os petistas estão definindo os últimos detalhes para embarcarem na campanha de Fátima.
Se isso se confirmar, a candidatura de Paulo Roberto (DEM) sofre um grande revés e corre o risco de ficar isolada na disputa pela prefeitura local. Paulo Roberto contava com a esperança de ter o apoio do PT. Hildemar Peixoto, principal líder petista regional, foi vice de Paulo na campanha  derrotada de 2008.
Ocorre que, naquela época, Paulo concorria pelo PMDB, com quem o PT é aliado no governo federal. Como Paulo foi para o DEM, o PT se afastou dele. O PT nacional aprovou resolução em que o partido não pode se aliar, em qualquer eleição, com o DEM e o PSDB. Com isso, o DEM pode ficar a ver navios, totalmente isolado.
É que outro partido com quem o DEM pretende se aliar, o PSD, também é rompido com o DEM. E aí foi o próprio DEM quem decidiu não se aliar ao PSD, partido que nasceu de uma costela do próprio DEM, de quem tirou muitos deputados. Hoje os dois partidos são adversários em nível nacional e também no Rio Grande do Norte.
O presidente da Câmara Municipal de São Miguel do Gostoso, José Renato de Souza, é do PSD. Chegou-se a falar na possibilidade de Renato ser vice de Paulo. Com a briga entre DEM e PSD, isso dificilmente ocorrerá. Fala-se também de uma reaproximação de Renato com o prefeito Miguel Teixeira. Os dois estavam rompidos.
Miguel Teixeira, do PPS (na foto, de camisa escura, com seu grupo político), apóia Fátima Dantas, que é sua atual vice-prefeita. O vice de Fátima deve ser uma indicação sua. Na reunião com o PT, o nome de Hildemar chegou a ser cogitado para vice. Mas a escolha do vice ainda passará por outras discussões, nas quais Miguel Teixeira terá peso nesta decisão.
Com o apoio do PT, a candidatura de Fátima Dantas consolida-se no quadro eleitoral local, já que os petistas são a terceira força política de São Miguel do Gostoso. Fátima deve ter também o apoio de outros partidos menores, como PPS, PC do B e PSB. A eleição será em outubro. Mas, até lá, muita coisa ainda poderá acontecer.

sábado, 3 de março de 2012

Estrada que passa por Tourinhos dá acesso à praia, não afeta tartarugas e é caso de soberania nacional

Por Emanuel Neri
A estrada que liga São Miguel do Gostoso aos distritos dos Morros dos Paulo e dos Martins é polêmica. Muita gente acusa a via de passar pela rota de tartarugas e de ter popularizado a praia do Tourinhos (foto). Aos domingos, principalmente, esta praia –uma das mais lindas todo o Rio Grande do Norte – fica lotadaça.
Ocorre que nem tudo o que se fala desta estrada é verdadeiro. A estrada é útil para a população dos Morros dos Paulo e dos Martins, além de pequenos povoados situados ao norte de São Miguel do Gostoso. Antes, esta população penava para chegar à sede do município. Hoje, com a estrada, o acesso é facílimo. É feito em pouco mais de meia hora.
A estrada também facilitou para que os pescadores tivessem acesso à praia, para poder pescar. Antes eles davam com a cara em uma cerca de arame farpado de uma enorme fazenda que fica na praia do Tourinhos. Quanto ao aumento do público que visita esta praia, também nada contra. O povo tem direito a visitar suas praias.
O que a Prefeitura tem que fazer é orientar a população a não deixar lixo na praia, a preservar a natureza local e não andar de carros ou motos na orla marítima. A Constituição brasileira não permite a existência de praias particulares no território nacional. Todas as praias tem que ter acesso para que o povo as visite.
Então a Prefeitura de São Miguel do Gostoso agiu de forma correta – e dentro da lei – ao abrir esta estrada. Outra reclamação, a da rota das tartarugas, também não procede. A estrada passa a mais de 100 metros da beira da praia – as tartarugas fazem suas desovas a, no máximo, 40 metros da linha da água do mar.
Está claro, portanto, ao contrário do que se alega, que as tartarugas não fazem ninhos sobre as pedras da estrada. O prefeito de São Miguel do Gostoso, Miguel Teixeira, responsabiliza um italiano proprietário de uma fazenda do Tourinhos – a única da região – a fazer forte campanha de resistência contra estra estrada.
Segundo o prefeito, esta resistência começou desde que a estrada começou a ser feita. Fazendas que ficam em outras praias da região permitiram que a estrada passasse dentro dos seus terrenos. O italiano proprietário da fazenda do Tourinhos, segundo Miguel Teixeira, não permitiu o acesso da passagem da estrada.
Para que a estrada fosse feita, segundo Miguel Teixeira, foi preciso que a Polícia Federal, com a autorização do Patrimônio da União, obrigasse este proprietário a permitir a passagem da estrada diante de sua propriedade, uma vez que ele não permitiu a passagem pelo interior da sua fazenda.
Por causa da estrada – e de provável denúncia feita pelo proprietário desta fazenda – a Justiça Federal abriu processo contra o Patrimônio da União, Departamento de Estradas e Rodagem e o Idema, órgão ambiental do Rio Grande do Norte, que autorizou a abertura da estrada. O processo está em fase de apuração e deverá ser julgado brevemente.
Na última reunião do projeto Orla de São Miguel do Gostoso, realizada na semana passada, Prefeitura, Idema e Patrimônio da União justificaram o uso da estrada. O prefeito criticou a atitude intransigente do proprietário da fazenda do Tourinhos. Para estes órgãos, não há dúvidas de que a construção da estrada tem amplo amparo legal nas leis brasileiras.
No direito internacional, há um termo que define a sobreposição de um país sobre outro país. Este termo chama-se Protetorado. Leis brasileiras – com base na soberania do pais - não permitem que haja protetorados em território nacional. Guardadas as devidas proporções, não há sentido que o Tourinhos se transforme num protetorado.
Os estrangeiros da praia do Tourinhos têm que respeitar as leis brasileiras. E as leis do país, mesmo permitindo que estrangeiros sejam proprietários de terras, embora com limites de extensão, determinam também que todos - e não só os proprietários destas terras - devem ter acesso às praias.
Esta situação se agrava quando até o acesso de brasileiros a esta praia é impedido. Patrimônio da União, Idema e Prefeitura de São Miguel do Gostoso estão convencidos de que há argumentos e respaldo jurídico suficientes para arquivar, na Justiça, o processo em que parte destes órgãos  são réus. O julgamento deve ser nos próximos meses.
Esta é uma questão que, além do objetivo social no atendimento de moradores de praias mais distantes, e que antes da estrada tinham acesso dificultado ao Tourinhos, também está em jogo a questão da soberania nacional, que não pode ser desrespeitada. É hora de a população de São Miguel do Gostoso se  integrar nesta luta e apoiar esta cruzada, que é de respeito às leis do país. 
Veja, abaixo, o significado e em que situações ocorrem protetorado de um país sobre o outro.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Protetorado